Notícias

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017 - 17h18

Corinthians não pediu para Pottker não jogar, diz dirigente da Ponte

Giovanni Dimarzio negou que Timão tenha pedido para o atacante não entrar em campo na Copa do Brasil

Da Redação, com Rádio Bandeirantes | esportes@band.com.br

O vice-presidente da Ponte Preta, Giovanni Dimarzio, negou que o Corinthians tenha pedido para que o atacante William Pottker não entrasse em campo diante do Campinense, pela Copa do Brasil.

Em entrevista ao Esporte Notícia, da Rádio Bandeirantes, nesta sexta-feira, o dirigente declarou que as negociações estavam fechadas, mas a utilização do jogador foi crucial para o acordo não ser oficializado. Ele ainda ressaltou que a diretoria do Timão não pediu para que o atleta não jogasse.

"As negociações já estavam bem adiantadas, praticamente finalizadas, para ele defender o Corinthians após o Campeonato Brasileiro. Estava tudo alinhado, mas em nenhum momento havia sido falado sobre a atuação dele na Copa do Brasil. Como não fomos procurados, entendemos como normal ele atuar", disse.

"Se tivesse sido acordado antes, não tenho a menor dúvida de que a Ponte Preta cumpriria. O que é tratado na boca, a Ponte Preta cumpre com qualquer clube do Brasil", complementou.

Dimarzio destacou que o relacionamento com a diretoria corintiana segue o mesmo. "Existe um relacionamento muito bom entre as diretorias. O que pegou realmente foi ele ter jogado na copa do Brasil. A gente não sabia disso", afirmou.

O vice-presidente do clube campineiro ainda negou que as contratações de Lucca e Yago têm relação com a negociação de Pottker. "A Ponte Preta já tentava esses atletas (Lucca e Yago) desde o ano passado. Não tem qualquer relação com a ida do Pottker para o Corinthians".

FOTOS
Conheça os times das estrelas do pornô:

* conheça as regras para comentários aqui