Notícias

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017 - 20h57

Ex-Jonas Brothers testemunha em julgamento do caso Fifa

Cantor Kevin Jonas confirmou a realização de um show, no qual os ingressos foram usados como propina

Da Redação, com Estadão Conteúdo | esportes@band.com.br

O julgamento do caso Fifa, em Nova York, viveu situação inusitada nesta quinta-feira. O cantor Kevin Jonas, da extinta banda Jonas Brothers, testemunhou na Suprema Corte do Brooklyn para confirmar a realização de um show do cantor britânico Paul McCartney em 2010 na Argentina.

O evento entrou no julgamento depois que Santiago Peña, da empresa Full Play, de propriedade de Mariano Jinkis, contou ter oferecido ao ex-presidente da Conmebol e réu no processo, Juan Ángel Napout, US$ 10 mil em ingressos para o show do ex-beatle.

As entradas eram parte da propina da Full Play pelos direitos de negociação da transmissão da Libertadores e da Copa América.

Kevin Jonas não tem nenhuma relação com a acusação ou com os réus do caso.

O ex-presidente da CBF, José Maria Marin, é um dos réus do caso.

* conheça as regras para comentários aqui