'Não façam sexo com estrangeiros', recomenda líder de comitê russo

Tamara Pletnyovam pediu ainda para caso russas decidam ter relações sexuais durante a Copa que seja com alguém “da mesma raça”

Uma parlamentar russa, chefe de um comitê voltado para questões sobre família, mulheres e crianças, recomendou que mulheres da Rússia não façam sexo com estrangeiros durante a Copa do Mundo. Tamara Pletnyova afirmou que russas podem se tornar mães solteiras de crianças mestiças.

"Mesmo quando as mulheres russas se casam com estrangeiros, as relações muitas vezes acabam mal", disse a chefe do comitê em entrevista à rádio Govorit Moskva sobre "Filhos das Olimpíadas" depois dos Jogos de 1980.

O termo é usado para descrever crianças não brancas concebidas durante eventos internacionais, como os Jogos Olímpicos de 1980, em Moscou. "Devemos dar à luz aos nossos filhos. Essas crianças sofrem desde os tempos soviéticos", disse Pletnyova.

A líder do comitê recomendou ainda que se as mulheres decidirem fazer sexo, que seja com pessoas da mesma raça. "É uma coisa se eles são da mesma raça, mas bastante diferente, se eles são de outra raça. Sei que as crianças sofrem. Elas são abandonadas, e é isso, elas ficam aqui com a mãe", argumentou Pletnyova.

A Copa do Mundo será realizada de 14 junho a 15 julho em 11 cidades da Rússia. A expectativa é de que um milhão de torcedores de todo o mundo visitem o país. A estimativa é do presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário