Comemoração viking, faraó e look estiloso são destaque entre as seleções carisma

Islândia, Egito, Uruguai, Nigéria e Peru são algumas das equipes que merecem uma atenção especial

A Copa do Mundo começa nesta quinta-feira, 14, e não é apenas nas seleções que jogam um grande futebol que você deve ficar de olho. Pode ter certeza que vai ter muito time carisma conquistando a sua torcida.

Islândia, Egito, Uruguai, Nigéria e Peru são algumas das equipes que merecem uma atenção especial. Entenda os motivos abaixo:

Islândia

Sensação da Eurocopa em 2016, a Islândia não pode ficar fora do seu radar. O país nórdico está no Grupo D ao lado de Argentina, Croácia e Nigéria, e promete fazer bonito para representar os seus 320 mil habitantes.

O destaque vai para a apaixonada torcida islandesa. Time e fãs fazem uma linda festa após cada partida e impressionam pela coreografia (veja o vídeo acima). A maior festa aconteceu após a vitória contra a Inglaterra na Euro de dois anos atrás.

Você possivelmente também não deve entender nada de islandês, mas vale ficar atento aos narradores locais. Na competição europeia, o locutor de um canal de televisão da Islândia não conseguiu se conter após a vitória contra os ingleses.

“É isso! É isso! Nós não vamos embora nunca! Vocês viram isso? Vocês viram isso? Incrível! Eu não consigo acreditar! É um sonho. Nunca me acordem desse sonho incrível! Viva como você quiser, Inglaterra. A Islândia vai enfrentar a França, domingo. França x Islândia! Vocês podem ir embora! Vocês podem sair da Europa! Vocês podem ir para o inferno que quiserem! O conto de fadas continua!”, narrou, enlouquecidamente.

Egito

Bandeira do SalahFrancois Lenoir/Reuters

“Eu falei faraó... Êêêêêh faraó!”. Não, não se trata da canção de Daniela Mercury, e, sim, do atacante Mohamed Salah. O craque do Liverpool é o grande ídolo da torcida egípcia e não apenas por seu talento com a bola nos pés.

O jogador de 25 anos tem um salário de 360 mil libras (aproximadamente R$ 1,576 milhão) por mês e usa parte dessa quantia para ajudar o vilarejo de Nagrig, onde nasceu. O atacante fez doações para iniciar a construção de uma escola no local.

Além disso, Salah também contribuiu para um hospital, permitindo a construção de sala de ventilação, ala de incubação e compras de ambulância.

Uruguai

SuarezAndres Stapff/Reuters

O Uruguai é uma das seleções mais carismáticas da Copa do Mundo. A Celeste sonha com o tricampeonato e deposita suas esperanças na dupla de ataque: Luis Suárez e Edinson Cavani.

Se depender dos dois últimos Mundiais, é bom não tirar o olho de Suárez. Em 2010, o artilheiro chamou a atenção nas quartas de final contra Gana, quando impediu um gol com a mão. Expulso, viu o adversário chutar para fora a penalidade e quase enlouqueceu a caminho do vestiário. Após o empate, o Uruguai levou a melhor na disputa por pênaltis e conquistou a classificação.

No Brasil em 2014, Luisito desfalcou a Celeste no primeiro jogo por causa de uma lesão no joelho, mas conseguiu uma recuperação “milagrosa” para estar em campo contra a Inglaterra no Itaquerão e marcar duas vezes. Na rodada seguinte, no entanto, um episódio amargo marcou sua passagem por terras brasileiras. Ele deu uma mordida no ombro do zagueiro italiano Chiellini. O árbitro não viu o lance, mas o atacante acabou expulso do Mundial posteriormente pela Fifa, além de ser suspenso pela entidade, ficando longe do futebol até outubro daquele ano.

Peru

GuerreroStefan Wermuth/Reuters

A classificação do Peru para a Copa do Mundo da Rússia foi heroica. A seleção sul-americana volta a disputar um Mundial depois de 36 anos. Nenhum jogador do time comandado por Ricardo Gareca era nascido na última vez que o Peru esteve na competição.

Porém, a euforia logo deu lugar ao drama na trajetória da equipe até a Rússia. O atacante Paolo Guerrero, maior astro do time, foi punido por doping pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês). A pena original era de 14 meses por ter testado positivo para benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado depois do empate por 0 a 0 entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, pela penúltima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, no dia 5 de outubro, o que o deixava sem condições de disputar o torneio.

Guerrero, que alega que consumiu um chá de coca contaminado, conseguiu um efeito suspensivo dado pelo Tribunal Federal da Suíça e seu caso voltará a ser analisado pela Justiça comum após a Copa.

Nigéria

Nigerianos mostraram estilo na Copa do MundoDivulgação/Twitter

O que a seleção nigeriana vai fazer dentro de campo ainda é uma incógnita, mas fora de campo eles já ganharam no quesito estilo. No embarque para a Rússia, eles vestiram calça e batas brancas com desenho em verde, além de chapéus Panamá com fita verde e sapatos com detalhes na mesma cor.

A camisa oficial e os agasalhos produzidos pela fornecedora de material esportivo também agradaram ao público. As peças já estão esgotadas no site da marca. Os nigerianos ainda conquistaram a torcida dos sambistas na Copa. Entenda o motivo aqui.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário