Eduardo Gambier

Estudante de Jornalismo apaixonado por artes marciais, começou a cobrir esportes de combate aos 16 anos de idade, tendo entrevistado grandes lendas do esporte, como José Aldo, Maurício Shogun, Demian Maia e Rafael Cordeiro. Já atuou como comentarista em eventos do MMA Internacional, como o ONE FC e PFL. Nesta coluna fará análises de forma imparcial sobre os maiores eventos e lutadores do mundo da luta.

Nocaute

O que esperar do UFC 259

Por Eduardo Gambier 04/03/2021 • 17:07
Evento deste sábado terá três disputas por cinturão
Evento deste sábado terá três disputas por cinturão
Twitter/UFC

O UFC 259 promete ser um dos maiores eventos da história. Poucas edições do Ultimate tiveram três disputas de cinturão e um card recheado de grandes estrelas e promessas. Nas primeiras lutas teremos o embate entre a eterna promessa Jake Matthews e o invicto Sean Brady. O duelo deve ser extremamente equilibrado e decidido nos mínimos detalhes. Brady é favorito, mas não pode deixar de seguir a estratégia de levar Jake para o solo e controlar o centro do octógono. O vencedor deste duelo estará muito próximo dos quinze melhores do mundo.  

Ainda no card preliminar teremos duas lutas entre a velha guarda e a nova geração. Askar Askarov irá enfrentar o peso mosca número um, Joseph Benavidez, que é uma verdadeira lenda dos esportes de combate. Muitos já descartam o norte-americano após as derrotas diante do atual campeão Deiveson Figueredo, mas o confronto será equilibrado e na trocação vejo vantagem de Benavidez.

Já Casey Kenney terá o maior peso galo da história como adversário. Dominick Cruz não vive seu melhor momento na carreira. As grandes lesões e falta de ritmo estragaram o momento hegemônico do norte-americano, mas na minha visão é o duelo mais equilibrado da noite. O “time” de mudar o nível da luta pode ser decisiva para o ex-campeão da categoria, que tem a melhor movimentação da categoria e QI de luta.

No card principal teremos o embate entre os strikes Thiago “marreta” e Aleksandar Rakic. O brasileiro vive um dos piores momentos na carreira, com duas derrotas consecutivas. Marreta fez ótima luta contra Jon Jones, mas além da derrota, saiu com uma grave lesão no joelho. Após uma longa recuperação, o número dois do mundo acabou perdendo para Glover Teixeira e mostrou alguns buracos em seu jogo. Porém, mesmo assim, vejo o brasileiro mais experimentado nas artes marciais, com maior poder de nocaute e versatilidade. Rakic possui grande nível técnico na luta em pé, mas ainda falta experiência dentro do maior octógono do planeta. Thiago pode explorar e decidir com um golpe singular.  

O UFC 259 também terá a volta de Islam Makhachev. O russo vem de seis vitórias seguidas e se tornou a grande esperança da AKA para reconquistar o cinturão peso leve do Ultimate. Daniel Cormier, ex-campeão do mundo, afirmou que Makhachev já é considerado como campeão dentro da academia e que possui um jogo mais justo que Khabib Nurmagomedov. Por outro lado, o russo terá uma pedreira enorme pela frente. Drew Dober vem de três vitórias seguidas por nocaute, com grandes performances em todas elas. O norte-americano tem um bom nível no chão e pode dificultar a sequência e investidas do russo.  

As três disputas de cinturão prometem pegar fogo. A melhor de todos os tempos, Amanda Nunes, defenderá o título da categoria peso pena contra Megan Anderson. A brasileira é uma das maiores favoritas no evento e se souber dosar a movimentação cardiovascular e a distância, terá uma vitória fácil pela frente. Nunes pode deixar o “ego” de lado e explorar o ponto fraco da australiana, que é o jogo de solo e honrar sua faixa preta e finalizar com um estrangulamento.

Petr Yan versus Aljamain Sterling promete ser o duelo mais equilibrado. Ambos possuem qualidades especificas e unidimensionais. O russo é o melhor boxeador da categoria e provou ter boa defesa de quedas na carreira, porém nunca enfrentou alguém do calibre de Sterling no chão. O filho de Jamaicanos é um gênio, tem ótima envergadura, evoluiu muito na trocação e tem o melhor wrestling da categoria. A luta promete, e como nunca fiquei em cima do muro, minha aposta é contra a banca, vitória de Sterling por finalização ou decisão.  

O evento principal é digno e repleto de técnica. Israel Adesanya busca ser o novo duplo campeão do UFC, mas para isso terá que bater Jan Blachowicz. O duelo será estudado no início e com definição rápida e monumental. Blachowicz tem que utilizar os chutes na perna sem dar brecha para o contra-ataque e quando surgir um espaço, nem que seja mínimo, tem que tentar o nocaute com suas mãos poderosas. Já Adesanya tem que fugir da mão forte do campeão e explorar sua velocidade. O duelo ocorrerá totalmente em pé e será decidido nos mínimos detalhes. Aposto na vitória do nigeriano.

  • eduardo-gambier
  • ufc
  • ufc 259
  • lutas
  • mma
  • esportes
  • app