Eduardo Tironi

Jornalista há 28 anos, a maioria deles dedicados ao esporte, cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

Papo com Tironi

Apesar de Abel Braga, gringos seguem avançando no futebol brasileiro

Por Eduardo Tironi 10/02/2021 • 07:11
Crespo deve ser a aposta do São Paulo para o lugar de Fernando Diniz
Crespo deve ser a aposta do São Paulo para o lugar de Fernando Diniz
Reprodução/Instagram Hernán Crespo

O São Paulo caminha para acertar a contratação de Hernán Crespo para técnico na temporada 2021 que se aproxima. O argentino tem uma carreira ainda no seu início e um título da Copa Sul-Americana no currículo.

O espantoso na provável escolha da diretoria são-paulina não é apenas apostar suas fichas em um treinador ainda muito jovem e com pouquíssima experiência, é saber que no processo seletivo que deve culminar com a contratação do argentino não havia nem sequer um nome de brasileiro. O São Paulo desde que demitiu Fernando Diniz tinha uma única certeza: o novo comandante seria estrangeiro.

O Flamengo fez movimento parecido quando Jorge Jesus fez suas malas e se mandou para Portugal. O primeiro ponto de corte para a escolha do novo treinador foi: não será brasileiro.

O final dessa história todos sabem: a contratação do inexperiente Domènec Torrent, que fracassou e fez o Rubro-Negro voltar o olhar para o Brasil, mas também apostando em um iniciante, Rogério Ceni. Por enquanto, Ceni ainda precisa provar a cada dia que merece a chance que lhe foi dada.

O método é um sinal importante para os treinadores brasileiros, afinal, dois dos maiores clubes do Brasil viraram as costas para o mercado nacional ao escolher um novo treinador. E o campeão da Libertadores pela segunda vez é um português: Abel Ferreira do Palmeiras.

Mas o campeão brasileiro poderá ser o velho e funcional Abel Braga, dirão alguns. Verdade, mas o seu substituto já está escolhido e também é um estrangeiro.

Rogério é a esperança brasileira de sucesso. E Renato Gaúcho é um sobrevivente agarrado ao Grêmio. Com esta escassez, os estrangeiros seguirão dominando o mercado e abocanhando as melhores ofertas salariais por aqui.

  • eduardo-tironi
  • hernán crespo
  • são paulo
  • app
  • futebol
  • ceni
  • abel