Eduardo Tironi

Jornalista há 28 anos, a maioria deles dedicados ao esporte, cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

Papo com Tironi

Em um mês, diferença entre Flamengo e Palmeiras diminuiu

Por Eduardo Tironi 27/10/2021 • 10:55
Flamengo e Palmeiras fazem a final da Libertadores no dia 27 de novembro
Flamengo e Palmeiras fazem a final da Libertadores no dia 27 de novembro
Reprodução/Instagram Flamengo/Marcelo Cortes

Há pouco menos de um mês, no dia 28 de setembro, foram definidos os finalistas da Libertadores 2021. De um lado o Palmeiras, que eliminou o poderoso Galo, mas jogando fechado e especulando em raros contra-ataques. Acabou chegando à decisão com dois empates. Do outro o Flamengo, que não deu chances ao Barcelona de Guayaquil, vencendo os dois jogos de forma protocolar.

Naquele momento havia um grande favorito ao título, o Rubro-Negro, e um franco atirador, o Palmeiras.

Mas as coisas mudaram e a distância entre um e outro diminuiu. O Flamengo perdeu o fôlego no Brasileiro, perdeu jogadores machucados e a torcida perdeu parte do encanto com Renato Portaluppi, sobretudo depois da derrota acachapante no clássico contra o Fluminense no último fim de semana. Para completar, há uma crise estabelecida nas entranhas do clube, envolvendo, sobretudo, o departamento médico. O último capítulo foi uma entrevista coletiva de Marcos Braz, homem-forte do futebol, marcada para esta terça-feira que acabou cancelada sem maiores explicações. Não havia momento pior para as coisas saírem do trilho pelos lados do Ninho do Urubu.

Do outro lado, o Palmeiras foi tocando sua vida. Deu adeus ao título brasileiro graças a um futebol nanico e resultados ruins. A partir disso, ao que parece, todos no clube botaram na cabeça que este ano há apenas um compromisso até o fim da temporada: a final da Libertadores em 27 de novembro. O que acontecerá depois pouco importa. Há até a suspeita de que Abel Ferreira vá embora com qualquer resultado. Fato é que o clube inteiro parece mobilizado para a decisão. Dentro de campo, o time reagiu no Brasileliro e atingiu três vitórias seguidas, mesmo sem muito brilho.

A um mês de Flamengo x Palmeiras, a sensação é a de que um time se esforça para chegar o mais forte possível ao jogo. E o outro vai tropeçando em problemas.

Nesta quarta-feira, o Fla enfrenta o Athletico-PR no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil. Basta uma vitória por qualquer placar no Maracanã para ter a vaga assegurada. A volta aos trilhos passa pela classificação.

  • eduardo-tironi
  • flamengo
  • palmeiras
  • app
  • futebol
  • libertadores