Eduardo Tironi

Jornalista há 28 anos, a maioria deles dedicados ao esporte, cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

Papo com Tironi

Lutador, Corinthians sente o peso da maratona

Por Eduardo Tironi 29/06/2022 • 10:17
Willian machucou o ombro na partida diante do Boca
Willian machucou o ombro na partida diante do Boca
Twitter/Libertadores

O torcedor do Corinthians deve estar insatisfeito com o resultado desta terça-feira na Neo Química Arena. Teve um pênalti a seu favor desperdiçado por Róger Guedes e viu o placar mostrar 0 a 0 ao final da partida contra o Boca Juniors. A decisão da vaga nas quartas de final da Libertadores ficou para a Bombonera no dia 5 de julho.

Mas foi uma noite de muita luta, para orgulhar qualquer corintiano, porque as dificuldades foram se acumulando ao longo da partida. O time que já havia entrado em campo muito desfalcado foi desmanchando com o passar do tempo. Fágner saiu machucado e Willian terminou a partida se arrastando com dores no ombro.

Diante deste cenário, Vítor Pereira foi visto na beira do campo pedindo calma ao time próximo ao minuto 45 do segundo tempo. Para o Timão, pelo menos um gol seria muito importante. Mas diante do sacrifício que foi manter 11 em campo, o treinador parece ter entendido que o empate não pode ser considerado um resultado desastroso.

Vale destacar o apoio incondicional da Fiel em Itaquera. Mesmo com o time mais sobrevivendo do que jogando nos momentos finais, a torcida empurrou no gogó sem parar.

O Boca Juniors é um time bem mais qualificado do que aquele que perdeu sem muita resistência para o mesmo Corinthians na primeira fase. Mas poderia ter saído de Itaquera com um resultado melhor. Teve chances para isso e algumas vezes parou em grandes defesas de Cássio.

A boa notícia para o Corinthians é que a disputa está aberta e da luta corintiana não dá para ninguém duvidar. Muitas vezes classificação é resultado de luta.

  • eduardo-tironi
  • corinthians
  • boca juniors
  • libertadores
  • futebol
  • app