Eduardo Tironi

Jornalista há 28 anos, a maioria deles dedicados ao esporte, cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

Papo com Tironi

Neymar ainda é um grande jogador?

Por Eduardo Tironi 05/04/2021 • 08:43
Neymar foi expulso em seu retorno ao PSG em partida contra o Lille pelo Francês
Neymar foi expulso em seu retorno ao PSG em partida contra o Lille pelo Francês
Reprodução/Instagram PSG

O site da revista France Football fez a pergunta do título desta coluna depois da derrota do Paris Saint-Germain no fim de semana para o Lille pelo Campeonato Francês.

PSG e Lille se enfrentaram em Paris em jogo valendo a liderança do campeonato. O Lille venceu fora de casa por a 1 a 0, assumiu a liderança e Neymar foi expulso. Era o jogo que marcava a volta do brasileiro como titular do time. O lance do cartão vermelho se arrastou para o túnel do vestiário, onde Neymar tentou ir para cima de um adversário.

A pergunta é provocativa e possivelmente exagerada. Tecnicamente é difícil tirar Neymar da prateleira dos jogadores extraclasse do mundo. Mas o questionamento embute uma reflexão interessante: Neymar está perdendo fôlego nesta corrida entre os melhores.

Se há alguns anos a pergunta era quando Neymar desbancaria Messi e Cristiano Ronaldo do trono de melhor do mundo, hoje é outra: ele será capaz de se manter entre os melhores?

Nos últimos anos o principal astro brasileiro tem aparecido mais por outros motivos e menos pela bola em campo. Expulsões, baladas, ostentação e contusões (e estas não são por sua culpa, mas por arbitragens muitas vezes complacentes com a violência, é bom que se diga).

Mas no momento em que a expressão "menino Ney" (muitas vezes usada de forma negativa) ensaiava desaparecer e dar lugar a "adulto Ney", Neymar mais uma vez pôs tudo a perder e voltou muitas casas.

A sensação que se tem é a de que a geração de Messi e Cristiano Ronaldo vai caminhando para o fim e que Neymar está perdendo lugar na fila para figuras como M'bappé e Haaland, muito mais novos, com enorme potencial e muito mais discretos fora de campo.

Esta semana Neymar tem mais uma chance: pode pegar todas as críticas que tem recebido desde que o jogo contra o Lille acabou e transformar em desempenho na partida do PSG contra o Bayern pela Liga dos Campeões.

Chance é o que não tem faltado para o Menino Ney.

  • eduardo-tironi
  • neymar
  • psg
  • app
  • futebol
  • lille
  • francês