Eduardo Tironi

Jornalista há 28 anos, a maioria deles dedicados ao esporte, cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

Papo com Tironi

Palmeiras e São Paulo: mais tempo para treinar, menos futebol

Por Eduardo Tironi 13/09/2021 • 08:51
Palmeiras de Abel Ferreira foi derrotado pelo Flamengo em casa
Palmeiras de Abel Ferreira foi derrotado pelo Flamengo em casa
Twitter/Palmeiras

A CBF teve o bom senso de adiar os jogos dos times brasileiros impactados pelas convocações da Seleção Brasileira. A novidade animou quem foi atingido. Mais tempo para treinos e descanso. Que ótima notícia para treinadores atolados até o pescoço de jogos e viagens desgastantes.

Para alguns casos, o tempo livre pareceu uma enorme… perda de tempo. São Paulo e Palmeiras, por exemplo, não mostraram nenhuma evolução no futebol praticado. Nem uma jogada nova, nem mesmo a parte física parece ter tido alguma mudança.

Com seus 14 dias apenas de treinos, o Verdão encarou o Flamengo no Allianz Parque. Era a possibilidade de vitória sobre o time mais forte do Brasil e que briga com ele, Palmeiras, pelo título do Brasileiro. Pois quem jogou completamente à vontade mesmo com uma série de desfalques foi o Rubro-Negro: 3 a 1 no placar, que poderia ter sido ainda maior.

Abel Ferreira, que teve todo o tempo do mundo e todos os jogadores à disposição, foi uma enorme decepção. Agora, a maior parte das fichas estão depositadas na Libertadores, no confronto dificílimo contra o Atlético-MG.

O São Paulo era outro time de quem se esperava muito mais após a paralisação. Único time que abriu mão das férias na virada de ano, o Tricolor teve tempo para recuperar jogadores fisicamente e tempo para Crespo voltar a produzir um jogo agressivo, de forte marcação e velocidade. Mas em campo, pareceu muito o São Paulo instável, pouco agressivo e sem alma que se viu a maior parte do Campeonato Brasileiro até aqui. A derrota por 2 a 1 para um Fluminense tecnicamente inferior, mas em matéria de dedicação incomparavelmente melhor, foi mais do que justa.

Os dois tricolores têm compromissos complicados pela Copa do Brasil no meio da semana. Precisam vencer fora de casa para avançar. No caso do Flu, a tarefa é inglória: o time perdeu na ida para o Galo no Rio. Mas uma possível eliminação não deverá causar tanto estrago quanto a queda para o Fortaleza pode ser um desastre para o São Paulo. Porque o Flu já está brigando no Brasileiro por uma vaga na Libertadores. A briga do São Paulo é outra: contra o rebaixamento.

No caso do Palmeiras, o mau aproveitamento do tempo livre provoca outro tipo de temor: a de que o milionário time termine a temporada sem nenhum título.

  • eduardo-tironi
  • palmeiras
  • são paulo
  • flamengo
  • futebol
  • app