Eduardo Tironi

Jornalista há 28 anos, a maioria deles dedicados ao esporte, cobriu as Copas do Mundo de 1998 (França), pelo Notícias Populares, e 2006 (Alemanha) pelo Diário Lance!, onde foi editor-executivo. Sete anos como comentarista e editor-executivo na ESPN Brasil, tendo participado da cobertura da Copa do Brasil (2014) e da Olimpíada do Rio-2016 pelo canal.

Papo com Tironi

Seu time briga pelo que no Brasileiro?

Por Eduardo Tironi 27/06/2022 • 09:31
Flamengo deve priorizar as copas após início conturbado no Brasileirão
Flamengo deve priorizar as copas após início conturbado no Brasileirão
Divulgação/Flamengo

Antes de a bola começar a rolar no Campeonato Brasileiro, Flamengo, Galo e Palmeiras eram os candidatos ao título para a maioria dos torcedores e analistas.

Quando o campeonato começou, o Flamengo perdeu tração com o trabalho ruim de Paulo Sousa e as trapalhadas da diretoria. A expectativa virou outra e ao que parece o foco agora serão as copas.

O elenco do Corinthians foi considerado desequilibrado e dificilmente teria fôlego para lugar em um campeonato por pontos corridos. Hoje, é quem incomoda o Palmeiras na parte de cima da tabela.

O Internacional vinha esfacelado com a eliminação vexatória da Copa do Brasil e troca de comando. Hoje briga no G4, bem como o improvável Athletico Paranaense de Felipão.

Passados quase 37% do Brasileiro, ainda é muito difícil imaginar qual a briga de cada time no campeonato. Seu time vai lutar pelo título, Libertadores ou para não cair?

Há menos de um mês o São Paulo era vice-líder, tinha a melhor campanha como mandante e perdeu algumas chances de assumir a ponta. Após empatar com o Juventude neste domingo, já mira a parte de baixo da tabela com receio de entrar na zona de rebaixamento, como aconteceu ano passado.

O Galo poderia ter ficado mais longe da briga pela ponta quando perdia por 2 a 0 no Mineirão para o Fortaleza. Virou o jogo em 20 minutos e voltou a mirar o topo. O Leão, que olharia uma luz no fim do túnel se vencesse, agora volta a se apavorar.

O calendário insano do Brasileiro não permite um dia de sossego. Hoje no alto, amanhã lá embaixo. E será assim até o fim.

  • eduardo-tironi
  • futebol
  • brasileirão
  • esportes
  • app