Rafael Augusto

Acredita no poder de contar uma história e que se for possível fazer a diferença para uma única pessoa, terá cumprido o seu papel. É formado em Jornalismo e tem especialização em Mídias Sociais. Atualmente no Bandsports, conta com passagens pela TV Band, ESPN, Olimpíada Todo Dia e Gazeta de Santo Amaro.

Brasileiros pelo Mundo

Felipe Santos, um jovem coringa na Eslovênia

Por Rafael Augusto 23/02/2021 • 16:46
Felipe Santos defende desde 2018 o NK Maribor, principal time da Eslovênia
Felipe Santos defende desde 2018 o NK Maribor, principal time da Eslovênia
Divulgação/NK Maribor

O sonho de muitos jovens jogadores brasileiros ainda compõe uma tríade bastante conhecida: fazer sucesso em um grande clube aqui no país, se transferir para jogar em um gigante da Europa e vestir a camisa da seleção brasileira.

Por vezes, os caminhos mudam e levam a outras oportunidades interessantes na carreira como é o caso de Felipe Santos, personagem desta semana da coluna. Aos 24 anos, o jovem atacante vive há quatro na Eslovênia e defende desde 2018 as cores do principal time do país, o NK Maribor, maior campeão nacional e que nunca foi rebaixado.

A escolha por jogar no principal clube do país também teve como justificativa a de fazer parceria com aquele que é o principal jogador da história do NK Maribor, o também atacante brasileiro Marcos Tavares.

“Ele foi fundamental na minha vinda. Me ajudou desde o começo dentro e fora de campo. Aprendo todos os dias com ele. Fazemos uma ótima dupla. Quando vamos jogar juntos, a torcida e os narradores dizem ‘a dupla brasileira vem aí’, e em muitos jogos nos ajudamos com gols e assistências. Após a parada, fui líder em assistências e ele artilheiro”, conta.

Felipe Santos e Marcos Tavares: brasileiros de sucesso na Eslovênia. Reprodução/Instagram


O processo de adaptação e maturação em um país diferente tem dado resultados, com o jovem a ganhar mais tempo de jogo nas últimas temporadas. Antes de chegar ao principal time esloveno, Felipe teve uma breve passagem pelo NK Ankaran, que em 2017/2018 disputou a primeira divisão eslovena.

“Quando cheguei no Ankaran, não conhecia o clube e nem o país. Enfrentei os três meses que permaneci como fosse a minha última oportunidade. Com meia temporada muito boa, escolhi o Maribor para jogar e hoje sou muito feliz. O clube é fantástico, me recebeu muito bem. E ajudar a equipe a ser campeão e a jogar a Champions League é um orgulho por tudo que eles fizeram por mim”, explica.

Novas funções sob o comando de Camoranesi
Além de todo o suporte de Marcos Tavares, que é o maior ídolo do clube, nesta temporada Felipe tem a oportunidade de ser treinado por um ex-jogador de sucesso nas últimas décadas, o campeão mundial com a Itália em 2006, Mauro Camoranesi.

“Ele como ídolo mundial tem me ajudado muito com seus aprendizados. Ele me colocou nessa nova posição pois sabe do meu potencial, que eu tenho força para atacar e defender da mesma forma. Ele diz ‘o futebol brasileiro é o melhor do mundo’. Ele dá toda liberdade para que eu ataque sem perder as minhas principais características. Eu me sinto honrado em ser treinado por ele e por acreditar no meu trabalho”, relata.

Felipe é comandado pelo italiano campeão do mundo em 2006. Divulgação/NK Maribor


Com a licença-pro da UEFA, o italiano chegou ao clube em setembro de 2020. Com experiências no México e no futebol argentino, ele vem para buscar o título da Prva Liga, que escapou na última temporada com o Maribor sendo vice-campeão e a confiança para que Felipe Santos o ajude na missão é grande.

“Essa temporada foi atípica, porque fui recuado como ala e até como lateral. Apesar de ser ponteiro, eu precisava ajudar a defesa, hoje eu tenho esse papel muito importante e eu me adaptei muito rápido. Hoje sou tido como um dos melhores laterais/ala do campeonato, mas eu não perco a minha característica de atacar. Hoje ajudo o time no ataque  com passes e gols e na defesa também”, ressalta o jogador.  

Base nos grandes do Brasil e sonhos maiores na Europa
A ida para a Europa muito cedo teve pouca participação no futebol profissional do Brasil. Felipe Santos se profissionalizou e foi considerado uma das grandes promessas do Paulista, time de Jundiaí, interior de São Paulo. Além do clube, ainda teve passagens pelas divisões de base de grandes clubes, como Vasco, Atlético-MG e Palmeiras.

“Eu iniciei ainda muito novo no Brasil com sonho de ser jogador de futebol. Com 11 anos, já estava morando em outro estado. Tudo isso me serviu como grande aprendizado, me fez crescer passando por times grandes no Brasil e me aperfeiçoei nas minhas características”, lembra.

Atacante ainda não cogita volta ao Brasil. Divulgação/NK Maribor


Apesar do pouco tempo por aqui, a volta ao Brasil ainda não é cogitada. O sonho do jovem é poder cumprir dois objetivos da tríade citada anteriormente: atuar em um dos gigantes da Europa e chegar até a seleção brasileira.

“Eu tenho muitos sonhos e almejo representar meu país em uma Copa do Mundo. Eu sei que tenho potencial para alcançar isso. Ser campeão de uma Champions League e mais pra frente voltar para o Brasil e viver um pouco do futebol que sempre me inspirou, o Brasileirão e a Libertadores”, finaliza.

  • rafael-augusto
  • futebol
  • felipe santos
  • nk maribor
  • app