Raí Monteiro

Raí Monteiro é jornalista formado desde 2018. Sempre buscando entender o jogo pelo contexto e as ideias, gosta de olhar o esporte pela tática e o lado estratégico, sem esquecer a imprevisibilidade que faz do futebol o mais apaixonante de todos. Fã das boas histórias da bola.

Futebol Gringo

Italiano chega ao fim da primeira metade e promete mais emoções

Por Raí Monteiro 01/02/2021 • 07:46
O Milan de Ibrahimovic lidera o Italiano com 46 pontos
O Milan de Ibrahimovic lidera o Italiano com 46 pontos
Reprodução/Instagram AC Milan

Enquanto o Campeonato Brasileiro se aproxima do fim, as grandes ligas do velho continente ultrapassaram a primeira metade. Olhando para o trabalho feito até aqui, já é possível traçar alguns paralelos e imaginar quem vai protagonizar a briga pelo título e a disputa por vagas nas competições europeias, além de quem tem se destacado individualmente.  

Na Itália, o fim de semana marcou a primeira rodada do segundo turno, com muita competitividade e disputas longe de alguma definição. Hoje, a distância do líder Milan para a sétima colocada Atalanta é de apenas dez pontos, com 54 ainda por serem disputados. Para efeito de comparação, na mesma rodada da temporada 2019/20, a líder Juventus tinha 23 pontos a mais que o sétimo colocado Milan. Prova de como a competição encontrou um maior equilíbrio neste ciclo.  

Por falar do topo da tabela, neste momento a briga pelo scudetto está mais acirrada entre os times de Milão. Dois pontos à frente da Internazionale, o Milan surpreende pela campanha extremamente consistente, mesmo nos momentos em que não teve Ibrahimovic. Aos 39 anos, o sueco tem 12 gols em dez jogos, metade do que o time disputou. Tanto com, quanto sem o camisa 11 em campo, o Milan somou 23 dos 30 pontos possíveis.

A Inter de Conte é a equipe que mais gerou (e ainda gera) expectativas. O elenco é bem qualificado e entrega bons jogos. Mas também oscila muito mais do que o imaginado, mesmo no contexto da temporada pandêmica, com poucos intervalos entre os jogos. Nos últimos cinco jogos, por exemplo, o time venceu os dois compromissos em casa e somou apenas dois pontos nos três confrontos que fez como visitante. Parece muito claro que o time precisa encontrar uma maior regularidade para fazer valer o favoritismo ao título.  

A Roma de Paulo Fonseca faz uma temporada bem acima das expectativas até aqui. No terceiro lugar, o time da capital tem 40 pontos ganhos em 20 rodadas, com um aproveitamento de 66%. A grande questão tem sido os confrontos diretos. Em jogos contra os seis primeiros colocados, a Roma teve apenas três pontos ganhos, todos com empates, e outras três derrotas. Neste momento, claramente, é um time que sonha com a possibilidade de voltar a disputar a Liga dos Campeões.  

A Juventus faz uma temporada abaixo da média em relação aos últimos anos. Com os mesmos 19 jogos que tem até aqui, o ciclo 2019/20 mostrava a Vecchia Senhora na ponta, com nove pontos a mais do que neste momento, em que ocupa a quarta colocação. É preciso contextualizar o crescimento dos rivais, algo já evidente na última temporada, além da reformulação proposta por Pirlo. O time busca uma nova identidade e tem algumas peças novas aparecendo com destaque, o que torna natural uma maior oscilação.  

Quem deixou a oscilação de lado, ao menos nas últimas semanas, foi a Lazio. Com cinco vitórias consecutivas, a última muito contundente diante da Atalanta fora de casa, o time treinado por Simone Inzaghi voltou a figurar entre os melhores, na zona da Liga Europa. Depois de um início ruim, com muitos empates e derrotas inesperadas, um dos melhores trabalhos do continente nos últimos anos parece reagir e voltar aos trilhos.  

O Napoli de Gattuso também vive um bom momento. Nos últimos quatro jogos foram quatro vitórias, voltando a flertar com uma vaga na Uefa Champions League da próxima temporada, o grande objetivo dos napolitanos dentro da competição.  

Fechamos o giro pelos melhores na Atalanta de Gasperini, que vive uma temporada de altos e baixos. Um time capaz de fazer três a zero diante do líder em sua casa ou quatro a um na boa Roma após sair atrás, mas também de tropeçar diante de Genoa, Sampdoria e Verona em casa. De toda forma, o time de Bergamo parece ter se recuperado da saída de Papu Gómez e confia na força de Ilicic para repetir os bons momentos das últimas temporadas.  

Os maiores destaques são bem claros, mas o campeonato também tem outros times que vivem momentos interessantes. O Sassuolo de De Zerbi e seu jogo muito peculiar, o próprio Verona, que ganhou muitos pontos diante dos grandões, o Benevento de Filippo Inzaghi, além da boa recuperação da Fiorentina de Cesare Prandelli.  

O Campeonato Italiano está apenas na metade, com muitas emoções, bons jogos e destaques individuais ainda por vir. E os melhores jogos estão na tela do BandSports todo fim de semana!  

  • rai-monteiro
  • campeonato italiano
  • app
  • futebol
  • milan
  • inter