Mercedes usará carro preto para apoiar luta contra o racismo

Escuderia abanadona tradicional cor prata e se posiciona contra toda forma de discriminação

A Mercedes vai trocar a cor prata pelo preto na temporada 2020 da Fórmula 1. Nesta segunda-feira, 29, a escuderia alemã disse que a mudança no modelo W11 é para se posicionar no combate ao racismo.

“Vamos competir de preto em 2020, como um compromisso público para melhorar a diversidade de nossa equipe – e uma declaração clara de que somos contra o racismo e todas as formas de discriminação”, disse a equipe nas redes sociais.

Hexacampeão e piloto número 1 da Mercedes, Lewis Hamilton tem sido uma das principais vozes do combate ao racismo na Fórmula 1. Recentemente, ele questionou publicamente a falta de apoio dentro da categoria, que criou a campanha “We Race as One” (“Nós Corremos como Um”, em português) para promover a diversidade. O inglês elogiou a atitude da escuderia e destacou a importância da igualdade e inclusão.

“É muito importante aproveitarmos esse momento e o utilizarmos para nos educar se você é um indivíduo, marca ou empresa para fazer mudanças realmente significativas quando se trata de garantir igualdade e inclusão. Pessoalmente, experimentei racismo em minha vida e vi minha família e amigos experimentando racismo, e estou falando de coração quando apelo à mudança. Gostaria de agradecer imensamente a Toto (chefe da equipe) e ao Mercedes Board por dedicarem tempo para ouvir, conversar e realmente entender minhas experiências e paixões, e por fazer esta importante declaração de que estamos dispostos a mudar e melhorar o negócio”, afirmou Lewis Hamilton.

A estreia do novo modelo será neste fim de semana, na Áustria, na primeira prova a temporada.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário