"Brasil é um país de racista filho da p...", detona Neto após caso Marinho

Apresentador da Band mostrou revolta com o episódio de racismo e cobrou leis mais duras

O atacante Marinho, do Santos, foi alvo de racismo na última quinta-feira, 30, após a eliminação do Peixe do Paulistão. O jogador foi expulso quando a equipe santista vencia por 1 a 0 – gol dele –, e acabou sendo responsabilizado pelo resultado. Ao comentar a atuação de Marinho, Fabio Benedetti, da rádio Energia 97 FM, afirmou que diria para o atacante ir para a senzala. Nesta sexta-feira, ao responder perguntas do público em live no seu canal no YouTube, o Craque Neto comentou o episódio.

Para o apresentador da Band, o Brasil é “um país de racista filho da p...”.

“Nunca enxerguei o Ezequiel ou o Dama [jogadores negro] como diferentes de mim”, afirmou o comentarista, lembrando os tempos em que atuava.

Veja também:
Neto e Felipe Melo fazem as pazes ao vivo

“Se você olhar na escola, quantos negros tem do lado do seu filho?”, questionou o ex-jogador, que vê mais racismo no futebol europeu do que no Brasil.

Neto disse ainda que a lei precisa ser mais “enérgica” e admitiu que já fez brincadeiras no passado que não repete hoje.

Assista:

Para ver mais vídeos, entre no canal Craque Neto 10, inscreva-se e ative o sino para receber as notificações.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário