Notícias

Alison dos Santos revela inspiração em rap e mira alto: “foguete não tem ré”; veja a playlist

Da Redação 04/08/2021 • 15:11 - Atualizado em 04/08/2021 • 20:25
Alison dos Santos comemora após o bronze nos 400m com barreiras
Alison dos Santos comemora após o bronze nos 400m com barreiras
Gaspar Nóbrega/COB

O universo de Alison dos Santos é a pista. “É onde a gente deita, cria nossos sonhos e nós destruímos nossos monstros”, disse o corredor brasileiro, parafraseando a letra de “Universo”, do rapper BK', que o atleta ouviu antes de conquistar a medalha de bronze nos 400m com barreiras nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Em entrevista ao Bandsports, Alison revelou que se inspirou no rap e outras três músicas (veja a playlist no fim do texto) para fazer história e entrar para um seleto grupo de homens que correram a prova abaixo da marca dos 47 segundos - um feito histórico.

Com o tempo de 46s72, o brasileiro bateu seu próprio recorde sul-americano e ainda superou a antiga melhor marca mundial, de 46s78, de Kevin Young, de Barcelona-1992, que durou até 1 de julho de 2021. Na ocasião, o recorde foi batido pelo norueguês Karsten Warholm, com 46s70, marca pulverizada pelo próprio corredor em Tóquio, com 45s94.

Aos 21 anos e sem medo de monstros, Alison sonha alto.

“Como a juventude está falando, ‘foguete não tem ré’”, disse o atleta, que se notabilizou também como um dos melhores frasistas da delegação brasileira em Tóquio, citando outra música, do MC Hariel.

“O céu é o limite. Não existe teto. O corpo humano não tem limites, foi feito para quebrar recordes, para ser melhor, para provar que o impossível é questao de opinião. Fico muito feliz de entrar para esse grupo seleto dos 46 [segundos]. Agora quero continuar evoluindo e fazendo história. A gente atualmente está em terceiro, quem sabe não pode chegar em primeiro?”, discursa Alison, criando o próprio sonho.

Narração

Ao lado do repórter Thiago Kansler, Alison reviu, com a narração de Álvaro José, no Bandsports, a prova que valeu a medalha de bronze.

“Foi lindo, foi mágico”, comentou o corredor, pedindo o vídeo ao jornalista para guardar de lembrança.

“A narração dele é incrível, ele é uma pessoa incrível. Tive o prazer de conhecer e conversar”, contou Alison, que disse sentir “verdade numa narração que se emociona com o que a gente está fazendo. É muito gratificante”, afirmou.

Lista de músicas que Alison dos Santos ouviu no aquecimento da final dos 400m com barreiras em Tóquio:

"Universo" – BK'

Esse é meu universo, onde eu me deito. Onde eu sonho, crio os monstros e os destruo

"O menino que virou Deus" – Kyan

Trouxe comida pra dentro de casa, esperança pra dentro de casa. Quem só sentia a dor e a revolta, trouxe a melhora pra dentro de casa

"Gratidão" - L7nnon

Gratidão, integridade, honestidade, papo reto e só visão. Eu sei que, toda glória vai ser dada à Deus. Mas não posso esquecer daquele que me deu a mão

"Hat Trick" – Djonga

Eu peço a bênção pra sair e pra chegar. Não canto de galo nem no meu terreiro. Honra com os adversários na luta. P..., eu sou filho de São Jorge guerreiro

  • olimpíadas
  • tóquio2020
  • app
  • alison dos santos
  • atletismo