Notícias

Alison elogia o parceiro, Álvaro: “Vejo o mesmo brilho nos olhos de quando estreei”

Da Redação BandSports 21/07/2021 • 01:10 - Atualizado em 21/07/2021 • 08:01
Mamute vai em busca de sua terceira medalha olímpica no vôlei de praia
Mamute vai em busca de sua terceira medalha olímpica no vôlei de praia
Reprodução/Instagram Alison Mamute

Prata em Londres-2012 e ouro na Rio-2016, Alison Cerutti terá um novo parceiro para os Jogos de Tóquio-2020, que terão cobertura completa do Bandsports. Ao lado do estreante Álvaro Filho, o veterano de 35 tentará sua terceira medalha no vôlei de praia para entrar de vez na história do esporte olímpico brasileiro.

Apesar da pouca diferença de idade – Álvaro tem 30 anos –, “Mamute” reconhece o brilho no olhar do companheiro com o momento que está vivendo e procura passar dicas valiosas para o paraibano.

“Eu tento passar para o Álvaro a mesma coisa que o Emanuel [Rego, um dos maiores nomes do esporte no Brasil e companheiro em 2012] me passou e que eu conversei com o Bruno [Schmidt, parceiro na conquista do título olímpico] que é: divirta-se. Quando entrar no refeitório, na Vila Olímpica, sinta-se um privilegiado. Você está entre a nata da nata do esporte mundial, está entre os quatro melhores do seu país na sua modalidade. Aproveite tudo, ande com o celular na mão, tire foto, concentre-se no treino. E Álvaro está aproveitando. Eu vejo nele o mesmo brilho nos olhos que eu tinha quando estreei com o Emanuel”, falou Alison.

Juntos desde 2019, Álvaro não perde tempo com dúvidas e sempre recorre ao companheiro quando precisa de algo. Com o sonho de estar hospedado pela primeira vez na Vila Olímpica, ele ainda aproveita o clima de parque de diversões do local. 

“São meus primeiros Jogos e tem essa ansiedade. Mas estou focando em curtir cada momento e focar no que eu amo fazer. Eu tento usar ao máximo a experiência do Alison em Jogos Olímpicos. Fico fazendo pergunta direto no quarto, já deve estar até chato para ele. Para mim está sendo como a minha primeira vez na Disneylândia. Isso aqui para mim é uma Disneylândia do esporte”, brincou Álvaro.

Com compromisso marcado para o próximo sábado, 24, contra os argentinos Nicolas Capogrosso e Julian Amado Azaad na Shinokaza Park, o estreante se apoia na experiência de Mamute para não ficar mais nervoso que o necessário.

“Ele sempre fala: isso é um jogo de vôlei. Damos uma importância grande a isso, mas a gente sabe que a vida é um todo e isso é o vôlei. Às vezes ele vê que eu estou ansioso na quadra e diz ‘olha só pra bola, um ponto de cada vez’,”, completou.

Para mostrar o caminho de Alison até Tóquio, o Bandsports exibe a série “Mamute - Quanto Maior o Sonho, Maior a Luta”, em que o espectador pode mergulhar nos altos e baixos da vida do campeão.  

  • alison mamute
  • álvaro
  • app
  • vôlei de praia
  • olimpíadas
  • tokyo 2020