Notícias

Alonso: “Em uma Red Bull ou Mercedes, confiaria em mim para lutar pelo título”

Da Redação BandSports 15/10/2021 • 09:06 - Atualizado em 15/10/2021 • 12:50
Espanhol destacou os pontos fortes e fracos de seu retorno à F1
Espanhol destacou os pontos fortes e fracos de seu retorno à F1
Reprodução/Instagram Alpine

O bicampeão mundial Fernando Alonso retornou à Fórmula 1 nesta temporada e já encantou os torcedores com algumas grandes atuações. Com o carro da Alpine limitado apenas à briga por posições no pelotão intermediário – exceto no GP da Hungria, quando Esteban Ocon saiu vencedor – o espanhol de 40 anos sabe que o pódio é um objetivo ainda distante. 

Em entrevista recente ao site F1-Insider, no entanto, o veterano mostrou que está gostando de sua temporada de reestreia na principal categoria do automobilismo e admitiu que, se estivesse no controle de uma Red Bull ou Mercedes, poderia brigar por seu terceiro título mundial.  

“É difícil responder isso [o que conseguiria fazer com uma RBR ou Mercedes]. Mas, sim, confiaria em mim para lutar pelo título. Mas Lewis [Hamilton] e Max [Verstappen] fazem um grande trabalho em suas equipes. Portanto, não há uma resposta clara para isso”, respondeu o espanhol. 

Para entender que teria condições de brigar pelo campeonato da categoria, Alonso reconheceu sua experiência como ponto forte em uma hipotética disputa. 

“Tenho mais experiência. Sei o que o carro precisa para ser mais rápido na corrida. Posso gerenciar melhor a pressão. Sei muito bem como me preparar para um fim de semana de corridas, e não só o fim de semana em si, mas também os momentos anteriores”, continuou.

Contudo, o espanhol também deixa claro que tem pontos para serem melhorados no próximo ano, principalmente durante o treino classificatório. Em 16 etapas disputadas na temporada, sua melhor posição de largada foi o quinto lugar, no GP da Turquia. 

“Em meu ano de regresso, estou aprendendo algo novo todo fim de semana. Por exemplo, não sou perfeito na classificação, quando se trata de sentir a aderência dos pneus. Acho que estou em 80% no momento. Ano que vem devo estar quase perfeito”, encerrou. 

Com 58 pontos, 12 a mais que seu companheiro de escuderia, Esteban Ocon, que tem 46, Alonso ocupa a décima colocação do campeonato mundial de pilotos. Ele volta à ação no GP dos Estados Unidos, entre os dias 22 e 24 de outubro. O Bandsports exibe ao vivo os treinos livres e classificatório da etapa norte-americana. A Band mostra a corrida.