Notícias

Após usar simulador, Bottas diz que “carros de 2022 não são muito diferentes”

Da Redação Bandsports 30/12/2021 • 11:20 - Atualizado em 30/12/2021 • 13:44
Finlandês foi na contramão da opinião de outros pilotos e dirigentes da FIA
Finlandês foi na contramão da opinião de outros pilotos e dirigentes da FIA
Instagram/Valtteri Bottas

Aos 32 anos, Valtteri Bottas já possui muita experiência na Fórmula 1, sendo um dos poucos pilotos que já estavam no grid na época em que o último regulamento sofreu grandes alterações, algo que voltará a ocorrer em 2022.

Entretanto, para o piloto finlandês, que deixou a Mercedes após cinco temporadas e irá competir pela Alfa Romeo no ano que vem, não haverá tantas mudanças como muitos pilotos e dirigentes da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) têm comentado ultimamente.

“Parecia que os carros estavam com um pouco menos de downforce, mas o sentimento geral, pelo menos no simulador, não era tão diferente. Não podemos simular perseguições e coisas assim, mas não pareceu muito diferente”, explicou o piloto.

Uma das grandes mudanças que irá ocorrer na próxima temporada é a perda de pressão aerodinâmica, algo que fará falta ao finlandês, mas ele alerta que é preciso cautela para poder analisar como serão os carros para poder ter uma posição definitiva.

“Tem sido divertido, especialmente no ano passado, quando os carros foram ainda mais rápidos do que este ano, com mais downforce", comentou.

"Eles têm sido legais, mas no ano que vem contarei como estão os novos. Se a corrida for melhor e pudermos seguir mais de perto, então deve ser ainda mais divertido, e acho que os carros no futuro serão tão rápidos quanto agora. Espero que seja o caso", concluiu Valtteri Bottas.