Notícias

Brasil perde para o Canadá nos pênaltis e cai nas quartas do futebol feminino

Da Redação BandSports 30/07/2021 • 07:57 - Atualizado em 30/07/2021 • 10:48
Marta em ação contra o Canadá
Marta em ação contra o Canadá
Sam Robles/CBF

O Brasil perdeu por 4 a 3 para o Canadá nos pênaltis nesta sexta-feira, 30, depois de empate por 0 a 0 no tempo normal e foi eliminado nas quartas de final do futebol feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Criticada pelo desempenho na primeira fase, a goleira Bárbara chegou a defender pênalti da artilheira Sinclair, mas Andressa Alves e Rafaelle pararam em defesas de Labbe e erraram as duas últimas cobranças da seleção brasileira na partida disputada no Miyagi Stadium.

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio, com as duas equipes se revezando no controle da partida e o Canadá apertando a saída de jogo do Brasil. A equipe de Pia Sundhage assustou pela primeira vez aos 14 minutos, em chute para fora de Tamires, e viu a resposta pouco depois - Sinclair recebeu na área, mas não dominou bem e a bola ficou com Bárbara. Já aos 40, na chance mais clara da etapa inicial, Debinha aproveitou vacilo de Gilles, mas parou em defesa de Labbe. 

Já na etapa complementar, Andressinha arriscou de longe aos 9 minutos e Labbe defendeu com segurança. Pia trocou Bia Zaneratto por Ludmila na sequência, só que foram as canadenses que quase marcaram, em cabeçada de Gilles no travessão. O Brasil ameaçou de novo aos 25, quando Labbe espalmou chute de Debinha. Em seguida, a goleira canadense bateu roupa após cobrança de falta de Marta, mas ninguém de amarelo aproveitou o rebote.

O jogo continuava aberto e tenso. Aos 40, Rose recebeu livre pela esquerda e só não marcou porque foi bloqueada por Érika. Já nos acréscimos, na última chance do tempo regulamentar, Ludmilla dividiu com Labbe, e a goleira levou a melhor. Na prorrogação, truncada e com poucas chances reais, a atacante voltou a parar na canadense no primeiro tempo e ainda levou amarelo por acertá-la. No segundo tempo, Leon e Debinha, duas vezes, erraram o alvo. A dois minutos do fim, Érika cabeceou firme e Labbe salvou.

Nas penalidades, Bárbara brilhou ao defender logo a primeira cobrança de Sinclair. O Brasil abriu vantagem até Andressa Alves errar na quarta cobrança e Rafaelle desperdiçar a quinta, ambas defendidas por Labbe. Marta, Debinha e Érika converteram para o Brasil, enquanto Fleming, Lawrence, Leon e Gilles marcaram para o Canadá, que agora enfrenta os Estados Unidos (venceram a Holanda nos pênaltis) na semi em Tóquio. 

  • brasil
  • canadá
  • futebol feminino
  • bandsports
  • app
  • olimpíadas
  • tóquio