Notícias

Com bronze garantido, Abner Teixeira vai em busca do ouro no boxe: “Ainda estou na guerra”

Da Redação BandSports 31/07/2021 • 00:46 - Atualizado em 31/07/2021 • 12:31
Brasileiro enfrenta atual campeão olímpico por uma vaga na decisão
Brasileiro enfrenta atual campeão olímpico por uma vaga na decisão
Divulgação/Gaspar Nóbrega/COB

Após conquistas nos Jogos de Londres-2012 e Rio-2016, o boxe brasileiro repetiu a dose e já garantiu, pelo menos, uma medalha na Tóquio-2020. Com a vitória sobre o jordaniano Hussein Ishaish nas quartas de final da categoria peso pesado, Abner Teixeira se classificou entre os quatro melhores lutadores da competição e assegurou uma medalha de bronze. Na modalidade, todos os semifinalistas recebem a premiação.

Para quem já chegou tão longe no Japão, o paulista de 24 anos quer continuar fazendo história. Na próxima terça-feira, 3, às 6h50 (horário de Brasília), ele enfrenta o temido cubano Julio César La Cruz, que conquistou o ouro no Rio, valendo vaga na decisão.

“Não estou tranquilo porque já tenho uma medalha. Ainda estou na guerra. Só quando acabar, quando eu estiver no pódio, se Deus quiser com a medalha de ouro”, falou o pugilista.

Com a vitória por decisão dividida, Abner não teve vida fácil na Kokugikan Arena. Em um primeiro round pouco agressivo de sua parte, três árbitros deram vitória para o rival e a situação começou a ficar complicada. Porém, perto de ver o sonho olímpico escorrer pelas luvas, o brasileiro mostrou reação e partiu para o ataque. 

“Primeiro round o cara veio que nem um trator para cima de mim. A gente sabia que ele iria fazer isso, mas mesmo assim eu não esperei. No terceiro round eu sabia que teria que detonar, a medalha olímpica estava em jogo. Chegou uma hora em que ele estava cansado, e aí foi só continuar batendo no mesmo lugar, incomodando e mostrando que eu estava ali”, analisou.

  • abner teixeira
  • boxe
  • olimpíada
  • tóquio 2020
  • app
  • esportes