Notícias

Com duas quebras de recorde na semi, Dressel e Milak prometem final emocionante nos 100m borboleta

Da Redação BandSports 30/07/2021 • 00:50 - Atualizado em 30/07/2021 • 01:16
Norte-americano registrou 49s71 na segunda semifinal da prova
Norte-americano registrou 49s71 na segunda semifinal da prova
Reprodução/Twitter Tokyo 2020

A semifinal masculina dos 100m borboleta dos Jogos Olímpicos contou com emoção de sobra na noite desta quinta-feira, 29. Em questão de minutos no Centro Aquático de Tóquio, dois recordes olímpicos da prova foram superados, e o que prevaleceu foi do espetacular Caeleb Dressel.

Ouro nos 200m borboleta, Kristof Milak, da Hungria, caiu na água na primeira bateria da etapa e cravou 50s31, quebrando o recorde que antes pertencia a Joseph Schooling, de Cingapura, que registrou 50s39 na Rio-2016.

Na bateria do húngaro, o búlgaro Josif Miladinov, com 51s06, o russo Andrei Minakov, com 51s11, e o australiano Matthew Temple, que fez 51s12, também avançaram à final da prova. 

Com metade da final definida, foi a vez de Dressel dar show em Tóquio. Ouro nos 100m livre e no revezamento 4x100 livre, o norte-americano de 24 anos brilhou e completou os 100 metros em 49s71, ultrapassando a marca de Milak. 

Além da dupla que promete fazer história na noite desta sexta-feira, às 22h30 (horário de Brasília), o suíço Noe Ponti, que garantiu 50s76, o polonês Jakub Majerski, com 51s24, e o guatemalteco Luis Martínez, que carimbou 51s30, também estarão na decisão.

Um dos objetivos dos nadadores na prova que valerá a medalha de ouro, o recorde mundial dos 100m borboleta pertence ao próprio Caeleb Dressel: 49s50, estabelecido em 2019, na Coreia do Sul.

  • caeleb dressel
  • kristof milak
  • natação
  • app
  • esportes
  • tóquio