Notícias

Djokovic comenta prisão de Boris Becker: “Estou de coração partido”

Da Redação Bandsports 06/05/2022 • 09:19
Número 1 do mundo lamentou a prisão de seu ex-treinador
Número 1 do mundo lamentou a prisão de seu ex-treinador
Reprodução/Site atptour.com

Após saber da prisão do ex-número 1 do mundo Boris Becker, com quem trabalhou entre 2013 e 2016, Novak Djokovic se pronunciou durante o Masters 1000 de Madri sobre o caso do alemão, que foi condenado no Reino Unido por fraude financeira.

Apesar de lamentar o ocorrido, o líder do ranking mundial evitou entrar em polêmicas e destacou que mesmo estando muito triste pela situação de Becker não iria comentar sobre a condenação.

“Estou de coração partido por ele, que é um amigo de longa data, foi meu treinador por três ou quatro anos, alguém que considero próximo na minha vida e que contribuiu muito para o sucesso em minha carreira”, falou Djoko.

“Não vou entrar em detalhes do veredito porque não estou em condições de fazer isso, mas como amigo estou triste por ele. Não há muito o que dizer”, acrescentou o sérvio durante entrevista coletiva.

Com cumprimento imediato da pena, Djokovic desejou sorte a Becker e disse que estará na torcida para que o ex-tenista consiga cuidar de sua saúde mental em um dos momentos mais doloroso de sua vida.

“Espero apenas que ele passe por esse período e que quando sair de lá possa viver sua vida”, disse o sérvio. “Não sei se usar a palavra 'normal' é adequado porque a vida definitivamente muda muito para quem vai para a prisão, especialmente por tanto tempo.”

“Não sei como as coisas vão acabar, apenas rezo por ele. Espero que as coisas estejam bem em termos de saúde, saúde mental, porque essa será a parte mais desafiadora”, concluiu Djokovic.