Notícias

Prefeita que liberou o skate em São Paulo, Erundina festeja medalha de Kelvin Hoefler em Tóquio

Da Redação 25/07/2021 • 08:56 - Atualizado em 25/07/2021 • 23:00
Luiza Erundina em encontro com skatistas em 2020
Luiza Erundina em encontro com skatistas em 2020
Reprodução/Twitter Luiza Erundina

Responsável por liberar a prática de skate em São Paulo quando foi prefeita, a deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP) comemorou a medalha de prata conquistada por Kelvin Hoefler neste domingo, 25, nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“E a nossa primeira medalha na Olimpíada de Tokyo veio justamente do Skate, com o atleta Kelvin Hoefler. Hoje, um esporte olímpico, no passado, discriminado e proibido em São Paulo, que Erundina liberou! Parabéns Kelvinho!”, publicou Erundina no Twitter.

Kelvin brilhou na decisão disputada no Ariake Park Skateboarding. Ele liderou boa parte da final ao garantir a melhor soma nas duas voltas de 45 segundos. Nas tentativas de manobra única, o brasileiro não se abalou após duas quedas e fechou a disputa em segundo lugar com 36,15.

O ouro ficou com o japonês Yuto Horigome. O bronze foi para o norte-americano Jagger Eaton, com 35,15.

Jânio proibiu

Em decreto do dia 24 de junho de 1988, o então prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, proibiu a circulação de skatistas na cidade. Na época a modalidade mal era reconhecida como um esporte, discriminada e alvo de preconceitos.  

A proibição foi uma resposta a um protesto dos skatistas, no dia anterior, contra a proibição da prática no Parque do Ibirapuera.

Erundina liberou

O veto não pegou totalmente, e alguns “rebeldes” insistiram não só em andar de skate em São Paulo, como alguns chegaram a tentar organizar campeonatos. A reação foi forte, e eram constantes as “tretas” com a Guarda Municipal.

A situação muda com a eleição de Luiza Erundina, então no PT, para a prefeitura de São Paulo. A nova prefeita, primeira mulher a vencer uma eleição para o executivo municipal paulistano, e que já havia se comprometido durante a campanha a liberar o skate, permite a volta dos skatistas à cidade em 1989.

Em 2020, ao receber skatistas, a deputada federal posou com um skate, reeditando foto icônica dos tempos em que defendeu a liberação do esporte.

 

  • olimpíadas
  • tóquio2020
  • app