Notícias

Button mostra confiança em continuidade de Hamilton na F1

Da Redação BandSports 26/01/2022 • 09:12 - Atualizado em 26/01/2022 • 11:52
Piloto da Mercedes está afastado dos holofotes desde o polêmico GP de Abu Dhabi
Piloto da Mercedes está afastado dos holofotes desde o polêmico GP de Abu Dhabi
Instagram/Mercedes

Campeão mundial de Fórmula 1 em 2009 e companheiro de Lewis Hamilton na McLaren por três temporadas, Jenson Button acredita que o piloto da Mercedes vai seguir competindo na principal categoria do automobilismo. Desde o polêmico GP de Abu Dhabi do ano passado, o britânico de 37 anos “sumiu” dos holofotes e rumores sobre uma possível aposentadoria antecipada começaram a surgir após Toto Wolff revelar que ele estava “desiludido”

Em participação no programa de televisão Good Morning Britain, o ex-piloto e hoje consultor da Williams opinou sobre o assunto. Para ele, Hamilton estará na F1 neste ano para conquistar seu oitavo título mundial e se isolar como maior vencedor da história da categoria, deixando Michael Schumacher, que também tem sete troféus, para trás. 

“Eu realmente espero que ele esteja correndo. Acho que ele vai correr e quer ganhar o oitavo título para ser o piloto mais condecorado da história da Fórmula 1. E ele vai fazer isso. Eu realmente acredito que sim”, disse o campeão mundial. 

Ao falar sobre as polêmicas que tomaram conta do final do último campeonato mundial, Button preferiu “olhar para a temporada como um tudo” e destacou a grande disputa entre Hamilton e Max Verstappen, da Red Bull, que durou da primeira até a última volta do ano.

“Final controverso da temporada, mas penso que você tem que olhar para a temporada como um todo. A F1 está em um lugar incrível. Dois pilotos brigando todos os fins de semana”, continuou.

Antes de encerrar, o consultor da Williams mencionou a empolgação do paddock e torcedores com a introdução de novos carros na categoria. 

“Acho que todos estão animados para a nova temporada. Novos regulamentos, e é tudo sobre o desenvolvimento do carro ao longo do ano”, encerrou.

Com cobertura completa do Bandsports, a nova temporada da Fórmula 1 terá início a partir do dia 18 de março, quando começam as atividades para o Grande Prêmio do Bahrein, primeira prova do calendário.

Relembre a polêmica que marcou a decisão do mundial de F1
A quatro voltas do fim da prova no circuito de Yas Marina, Lewis Hamilton, da Mercedes, liderava a corrida com ampla vantagem e estava praticamente com as mãos no troféu quando Nicholas Latifi, da Williams, bateu, causando a entrada do safety car na pista.

Enquanto os destroços do carro do canadense eram retirados do traçado e alguns pilotos, incluindo Verstappen, optaram pela ida aos boxes para a troca de pneus, a direção de prova deu início à polêmica confusão. Em princípio, foi divulgado que os retardatários não iriam ultrapassar o líder da prova para se realinhar na pista – o que seria favorável para o britânico, já que cinco carros ficariam entre ele e o rival holandês.  

Minutos depois, no entanto, a decisão foi alterada e, contrariando as regras, somente os carros que estavam entre os dois concorrentes puderam ultrapassar Hamilton, que ficou na alça de mira do piloto da Red Bull. O safety car, que pela regra deveria deixar a pista na volta seguinte, saiu logo em seguida, pois não haveria outra volta, já que estavam entrando no último giro da prova.  

Com a relargada autorizada na volta final, o holandês então aproveitou os pneus mais novos e ultrapassou Hamilton, para conquistar seu inédito título mundial da categoria.