Notícias

F1: Com domínio de bandeiras vermelhas em treino, Leclerc garante pole no Azerbaijão

Da Redação BandSports 05/06/2021 • 10:48 - Atualizado em 05/06/2021 • 14:52
Piloto da Ferrari ficou com a ponta do grid pela segunda vez na temporada
Piloto da Ferrari ficou com a ponta do grid pela segunda vez na temporada
Reprodução/Twitter F1

Em um dos treinos mais insanos da Fórmula 1, Charles Leclerc acrescentou mais uma pole position no currículo. Após não conseguir largar no GP de Mônaco, o piloto da Ferrari contou com as batidas de Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, e Carlos Sainz, seu companheiro de equipe, no último minuto da classificação e garantiu a primeira posição do grid de largada pela segunda vez consecutiva, agora para o GP do Azerbaijão. 

Para ficar com a volta mais rápida, o monegasco carimbou 1min41s218 na sessão deste sábado, 5, nas ruas de Baku. Na primeira fileira, ele terá a companhia do heptacampeão mundial Lewis Hamilton, da Mercedes, que registrou 1min41s450, ficando 0s232 atrás de Leclerc.

“Eu consegui pegar o vácuo do Hamilton que ajudou um pouco no final, mas acho que conseguiria fazer a pole mesmo com a última volta. Eu estava melhorando no momento da bandeira vermelha. Não vi a batida, espero que o Carlos esteja bem”, disse o monegasco após o treino. 

Na briga pelo título mundial, Max Verstappen, da Red Bull, aparece logo na sequência. O holandês marcou 1min41s563. Pierre Gasly, da AlphaTauri, com 1min41s565 ficou com a quarta posição. 

Para completar as dez primeiras posições do grid, aparecem, respectivamente, Sainz, Lando Norris, da McLaren, Sergio Pérez, da Red Bull, Tsunoda, Fernando Alonso, da Alpine, e Valtteri Bottas, da Mercedes.

Na definição do pelotão intermediário, o Q2 foi finalizado de forma precoce com uma batida de Daniel Ricciardo, da McLaren, que vai largar na 13ª colocação. Com a interrupção, Sebastian Vettel, da Aston Martin, foi prejudicado e ficou com o 11ª posição. O tetracampeão mundial será seguido por Esteban Ocon, da Alpine, o próprio Ricciardo, Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo, e George Russell, da Williams.

No início do Q1, logo nos primeiros minutos da sessão, a curva 15 foi protagonista e a bandeira vermelha precisou ser acionada em duas oportunidades. Primeiro, Lance Stroll, da Aston Martin, tocou seu AMR21 no muro de proteção e foi o fim de treino para ele.

Pouco após o reinício da atividade, foi a vez de Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, também colidir e forçar a segunda paralisação do treino. Entre os outros eliminados no Q1, nenhuma surpresa. Nicholas Latifi, da Williams, Mick Schumacher e Nikita Mazepin, ambos da Haas, não avançaram para o Q2. 

Com o grid de largada definido, os pilotos voltam às ruas do circuito de Baku neste domingo, às 9h. A corrida terá cobertura ao vivo da Band

  • Fórmula 1
  • F1
  • Leclerc
  • pole posiiton
  • GP do Azerbeijão
  • app
  • ferrari