Notícias

F1 deve ter um terço de corridas sprint no calendário de 2022

Da Redação Bandsports 04/10/2021 • 09:12
Corrida curta para definição do grid de largada já foi usada duas vezes neste ano
Corrida curta para definição do grid de largada já foi usada duas vezes neste ano
Reprodução/F1.com

Novidade na atual temporada da Fórmula 1, as corridas sprint devem ganhar ainda mais espaço em 2022. Segundo Stefano Domenicali, CEO e presidente da F1, a ideia é que o formato seja utilizado em pelo menos um terço dos finais de semana do próximo ano.

“Dissemos, no começo do ano, que haveria três testes neste ano para assegurar que tínhamos o plano certo para o futuro. Diria que a grande maioria dos comentários que recebemos foram totalmente positivos, super positivos. Os promotores estão super felizes porque há algo novo e muito importante na sexta, no sábado e no domingo”, afirmou o dirigente.

“O que posso dizer é que não vamos a todos os lugares com o formato das corridas sprint porque isso é algo que queremos manter por um terço das corridas, mais ou menos, e nos conectar com uma certa forma diferente de dar recompensas, pontos, ou conectar com circuitos específicos que, como se sabe, vão fazer a diferença”, completou.

O modelo estreou este ano no GP de Silverstone e também foi usado no GP da Itália. A terceira e última corrida sprint da temporada está marcada para o GP do Brasil, em Interlagos, em novembro. No “novo” fim de semana, a sexta-feira tem um treino livre e a classificação para a corrida sprint. No sábado, a prova de curta de 100km define o grid de largada para a corrida principal do domingo.

A F1 deve anunciar o calendário da próxima temporada no dia 15 de outubro com o recorde de 23 etapas. A principal novidade é a estreia do GP de Miami, nos Estados Unidos.