Notícias

F1: “Hamilton deve olhar para o que já conseguiu”, diz Verstappen

Da Redação BandSports 17/12/2021 • 02:40 - Atualizado em 17/12/2021 • 13:57
Holandês valorizou os feitos do britânico na Fórmula 1
Holandês valorizou os feitos do britânico na Fórmula 1
Divulgação/F1.com

Max Verstappen voltou a valorizar os feitos do rival Lewis Hamilton após Toto Wolff, chefe da Mercedes, revelar apreensão quanto à continuidade do britânico na Fórmula 1. Em entrevista à BBC, o piloto da Red Bull afirmou que o heptacampeão mundial não tem motivos para desistir e precisa olhar para os feitos que já alcançou no automobilismo.

“Ele deve olhar para trás e para o que já conseguiu. Isso deve lhe dar muito conforto e também impulso para continuar, porque ele está tentando o oitavo título e com certeza pode fazer isso no próximo ano. Então, não vejo nenhuma razão para desistir agora”, disse o holandês, na quinta-feira, 16. 

No decisivo GP de Abu Dhabi do último domingo, 12, Hamilton estava muito próximo de conquistar a vitória e, consequentemente, o octacampeonato, mas viu a história mudar após batida de Nicholas Latifi, da Williams, que provocou a entrada do safety car na pista e depois a controversa decisão da direção de prova. Com uma ultrapassagem na última volta em Yas Marina, coube a Verstappen ser o primeiro piloto a receber a bandeira quadriculada e ficar com o título.

Em meio às polêmicas envolvendo a última corrida do campeonato, o holandês contou que entende a decepção do piloto da Mercedes, mas destacou que situações adversas podem acontecer no automobilismo. 

“Eu entendo que nos primeiros dias depois de uma corrida como essa você não está feliz. Mas você também deve entender que isso é uma corrida e essas coisas podem acontecer."

Antes de encerrar os comentários, Max relembrou que o britânico também já viu o outro lado da moeda. No GP do Brasil de 2008, Hamilton ultrapassou Timo Glock, então da Toyota, na última volta e conquistou aquele que viria a ser seu primeiro título da categoria, frustrando o rival Felipe Massa, da Ferrari.

“Não sinto pena. Mas entendo que pode ser muito doloroso. Ele também já ganhou um campeonato assim”, concluiu.

Na quinta-feira, Verstappen recebeu o troféu de campeão na cerimônia de premiação da FIA, em Paris. O evento não contou com as presenças de Hamilton e Wolff. A escuderia alemã foi representada por seu diretor-técnico James Allison, que recebeu o troféu pela conquista do mundial de construtores, o oitavo seguido da Mercedes.