Notícias

F1: Hamilton elogia punição de Verstappen e diz que foi salvo pelo halo em acidente

Da Redação BandSports 13/09/2021 • 10:05 - Atualizado em 13/09/2021 • 12:11
Heptacampeão mundial viveu segundos de tensão no GP da Itália
Heptacampeão mundial viveu segundos de tensão no GP da Itália
Reprodução/Instagram Lewis Hamilton

Lewis Hamilton se mostrou satisfeito com a punição dada ao rival Max Verstappen, da Red Bull, após acidente impactante entre os dois no Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1. Depois de análise dos comissários da FIA, o holandês foi declarado principal culpado pela batida, vai perder três posições no grid de largada do GP da Rússia e recebeu dois pontos na superlicença.

Na 26ª volta da agitada corrida no circuito de Monza, no domingo, 12, líder e vice-líder do mundial faziam mais uma intensa disputa por espaço quando as rodas se tocaram, a RB16B de Verstappen passou pelas zebras da chicane e foi lançado por cima do W12 do britânico da Mercedes, chegando a tocar a cabeça do heptacampeão. Os carros acabaram “encavalados” na brita e a dupla precisou abandonar a prova, vencida por Daniel Ricciardo, da McLaren.

“Estou orgulhoso dos comissários. Eu ainda preciso de algum tempo para refletir, mas acho que abre um precedente. Acredito que regras rígidas são importantes para a segurança dos pilotos”, destacou o britânico.

No entanto, apesar de elogiar o trabalho da equipe da FIA, Hamilton ainda não conseguiu se livrar da dor causada pelo impacto do carro de Verstappen em seu capacete.

“Angela [Cullen, fisioterapeuta pessoal de Hamilton] vai trabalhar nisso comigo nos próximos dias, mas, provavelmente, vou precisar de um médico especialista, só para ter certeza sobre a próxima corrida. Parece que isso está ficando um pouco pior conforme a adrenalina passa”, afirmou.

Hamilton ainda fez questão de mencionar que o prejuízo só não foi maior graças ao uso do halo, acessório de segurança obrigatório na F1 desde 2018. Criticado por muitos torcedores, o item impediu que o carro de Verstappen atingisse a cabeça do britânico em cheio, o que poderia ter provocado mais uma tragédia na F1.

“Honestamente, me sinto com sorte. Graças a Deus havia o halo, que, no fim das contas, acho que me salvou, salvou minha vida. Acho que nunca havia sido atingido por um carro na cabeça. É um choque para mim. Na imagem ela está bem para frente. Eu corro há muito tempo, sou grato por ainda estar aqui.” 

Sem que os rivais completassem a prova em solo italiano, a disputa pelo título do campeonato mundial de F1 segue a todo vapor. Na vice-liderança da classificação, Hamilton tem 221,5 pontos, ou seja, cinco a menos que Verstappen, que soma 226,5. 

Os pilotos voltam à ação entre os dias 24 e 26 de setembro, para o GP da Rússia. Os treinos livres e classificatório para a etapa disputada em Sochi terão cobertura completa do Bandsports. A Band mostra a corrida.

  • hamilton
  • verstappen
  • app
  • esportes
  • gp da itália
  • f1
  • fórmula 1