Notícias

F1: Hamilton parabeniza Verstappen por vitória e diz que GP dos EUA "foi difícil"

Da Redação BandSports 24/10/2021 • 18:37 - Atualizado em 24/10/2021 • 19:12
Segundo colocado no Circuito das Américas, britânico ainda elogiou a torcida
Segundo colocado no Circuito das Américas, britânico ainda elogiou a torcida
Reprodução/Instagram Mercedes

Lewis Hamilton tentou até os últimos metros, mas não conseguiu ultrapassar Max Verstappen no GP dos Estados Unidos deste domingo, 24. Após uma largada excepcional para assumir a ponta, ele perdeu a liderança da prova após as paradas no box e acabou sendo o segundo piloto a receber a bandeira quadriculada no Circuito das Américas. O britânico da Mercedes ainda viu o rival da Red Bull vencer a corrida e aumentar a vantagem no mundial de Fórmula 1. Após 17 etapas, ele tem 275,5 pontos na classificação, 12 a menos que o holandês, que agora soma 287,5.

Apesar de o dia ter sido pouco favorável para suas ambições na temporada, o heptacampeão mundial se mostrou contente com o resultado, distribuiu elogios à sua equipe e parabenizou Verstappen, mesmo com o clima entre os dois não estando entre os melhores, com o holandês chegando a mostrar o dedo do meio para ele no segundo treino livre de segunda.

“Em primeiro lugar, parabéns ao Max. Ele fez um ótimo trabalho hoje. Foi uma corrida difícil. Eu tive uma boa largada, dei meu melhor. Mas, no fim das contas, eles tiveram a vantagem. Nós não poderíamos pedir mais. Eu agradeço à minha equipe, eles fizeram um grande trabalho durante o fim de semana”, falou em entrevista a Jenson Button logo após o final da prova.

Fora da pista, Hamilton aproveitou para destacar o crescimento da F1 nos Estados Unidos, país em que o público tem preferência pelas corridas da Nascar. Ao longo do fim de semana, 400 mil pessoas passaram pelo autódromo da cidade de Austin. Para o britânico, os números significam que a categoria finalmente está entrando de vez no mercado norte-americano. 

“Que multidão! É uma honra me apresentar na frente de vocês [público norte-americano]. Acho que isso definitivamente significa nossa aceitação nos Estados Unidos”, encerrou

Com uma sequência de corridas no continente americano, os pilotos voltam à ação no GP do México, entre os dias 5 e 7 de novembro. Ainda neste domingo, o Bandsports exibe a prova do GP dos Estados Unidos na íntegra, às 21h.