Notícias

F1: Hamilton revela que pensou em pegar a bandeira do Brasil durante a corrida

Da Redação BandSports 14/11/2021 • 17:06 - Atualizado em 15/11/2021 • 08:36
"Enquanto estava perseguindo Max, pensei que poderia fazer um gesto parecido com o do Ayrton", disse o britânico
"Enquanto estava perseguindo Max, pensei que poderia fazer um gesto parecido com o do Ayrton", disse o britânico
Reprodução/Twitter F1

A vitória de Lewis Hamilton no GP de São Paulo emocionou o torcedor brasileiro na tarde de domingo, 14. Depois de vencer uma corrida espetacular com show de ultrapassagens, o heptacampeão mundial pegou a bandeira do Brasil para comemorar o triunfo repetindo o gesto de Ayrton Senna, seu grande ídolo, no Autódromo de Interlagos.

Em entrevista à repórter Mariana Becker, do Bandsports e da Band, o britânico da Mercedes não escondeu o sorriso e revelou que teve a ideia de homenagear o tricampeão mundial justamente durante a eletrizante perseguição ao rival Max Verstappen, da Red Bull. A admiração do britânico pelo brasileiro é tamanha que ele homenageou o ídolo e o Brasil em seu capacete durante todo o fim de semana.

“Com certeza [uma das melhores corridas da minha vida]. Eu deixei o melhor para o Brasil. Estou muito emocionado com o apoio da torcida. Foi um momento muito especial para mim. Eu me lembrei de quando assistia aos vídeos do Ayrton e me lembrei que quando ele venceu aqui ele carregou uma bandeira do Brasil, então procurei por uma depois que terminei a corrida. É uma honra poder representá-lo. Eu gosto de pensar que o represento, inclusive tenho uma homenagem a ele no topo do meu capacete”, falou, antes de continuar.

“Pensei sobre [pegar uma bandeira] no final da corrida. Teve um momento, enquanto estava perseguindo o Max [Verstappen], que pensei que se conseguisse chegar onde eu queria, poderia fazer um gesto parecido com o do Ayrton”, revelou. 

Para alegria de Hamilton, o carinho não fica apenas por parte dele. Na conversa com Mariana, ele voltou a mencionar o apoio que recebe do povo brasileiro e comentou a falta de representantes do País no grid da F1.

“Eu tenho muitos seguidores aqui no Brasil, não sei porque. Mas sou muito grato a todo apoio que tive ao longo do fim de semana, me ajudou muito a conquistar um bom resultado. O brasileiro é apaixonado pela F1, obviamente por toda a história do País com o esporte, e desde o Felipe [Massa] que o Brasil não pode ver uma bandeira sendo agitada de dentro de um carro de F1. Eu me sinto privilegiado de poder fazer esse gesto hoje, pois eu me sinto bem-vindo neste País”, falou.

Agora com três vitórias e um título mundial em Interlagos, Hamilton brincou que “adoraria [ter] um passaporte brasileiro” após ouvir a sugestão de Mariana Becker.

Ainda na vice-liderança do campeonato, o britânico agora soma 332,5 pontos, 14 a menos que Verstappen, que chegou à marca de 332.5.

Com o fim da etapa brasileira, os pilotos agora partem para o GP do Catar. A partir de sexta-feira, 19, o Bandsports exibe ao vivo as emoções dos treinos livres e classificatório no Circuito Internacional de Losail. A Band exibe a corrida, no domingo, 21. Arábia Saudita e Abu Dhabi completam o calendário da Fórmula 1.

Assista à entrevista do piloto com Mariana Becker: