Notícias

F1: Hamilton vive pesadelo em Mônaco e se irrita com equipe

Da Redação BandSports 23/05/2021 • 12:08 - Atualizado em 23/05/2021 • 17:19
Heptacampeão terminou o GP de Mônaco na sétima colocação
Heptacampeão terminou o GP de Mônaco na sétima colocação
Reprodução/Twitter Fórmula 1

O Mundial de Fórmula 1 ganhou mais um capítulo para apimentar a temporada. Em um fim de semana desastroso para a Mercedes, Lewis Hamilton passou longe de seus melhores dias e terminou o GP de Mônaco deste domingo, 23, na sétima posição. Com seu principal rival, Max Verstappen, da Red Bull, vencendo a prova e o ultrapassando na classificação do campeonato, o heptacampeão não escondeu a frustração com as falhas da equipe e deixou clara a sua irritação até mesmo durante a corrida. 

O britânico tentou conquistar posições no início da prova, no entanto, um problema com a estratégia de troca dos pneus acabou com seus planos. Após a parada na 30ª volta, ele retornou atrás de Pierre Gasly, da AlphaTauri. Pouco depois Sebastian Vettel, da Aston Martin, foi para os boxes, e voltou à pista na frente de Gasly e Hamilton. Extremamente irritado, o heptacampeão não poupou a escuderia alemã e a questionou pelo rádio.

“Como isso aconteceu, pessoal? Perdemos duas posições! Eu poupei os pneus, e vocês me pararam antes de todo mundo?!”, reclamou Lewis.

Um pouco mais calmo após o fim da prova, Hamilton reconheceu as dificuldades que enfrentou durante as 78 voltas e destacou o aprendizado que vai levar para a temporada.

“Eu fiz meu trabalho e dei meu melhor, mas não foi possível. Vai ter muita conversa sobre o que aconteceu hoje, mas não vamos ficar apontando o dedo dentro da equipe. É sempre doloroso aprender lições como as de hoje", disse Hamilton à repórter Mariana Becker, na Band.

Após o retorno na oitava colocação, o heptacampeão não conseguiu fazer ultrapassagens nas estreitas ruas de Monte Carlo, entretanto, contou com o abandono de seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, para terminar o dia em sétimo. 

Com a conquista da volta mais rápida, o heptacampeão chegou aos 101 pontos, quatro atrás de Verstappen, agora líder do campeonato. No mundial de construtores, a Mercedes também perdeu a primeira colocação para a Red Bull. A equipe austríaca agora soma 149 pontos, um a mais que o time de Toto Wolff. 

Os pilotos voltam à pista para o GP do Azerbaijão, no fim de semana entre os dias 4 e 6 de junho.