Notícias

F1: Para Ross Brawn, brasileiro fez de Lewis Hamilton um herói para quem tocer

Da Redação BandSports 17/11/2021 • 09:57 - Atualizado em 17/11/2021 • 12:45
Britânico venceu o GP de São Paulo e homenageou o tricampeão mundial na comemoração
Britânico venceu o GP de São Paulo e homenageou o tricampeão mundial na comemoração
Reprodução/Instagram Lewis Hamilton

A vitória de Lewis Hamilton no GP de São Paulo do último fim de semana está marcada na história do automobilismo. Para triunfar no Autódromo de Interlagos, o britânico da Mercedes superou uma série de punições que o fizeram largar da décima colocação e deu show de ultrapassagens, incluindo uma batalha particular contra o rival Max Verstappen, da Red Bull. Ao melhor estilo Ayrton Senna, ele ainda comemorou o resultado desfilando com a bandeira brasileira e levou o público ao delírio. 

Em sua coluna no site da Fórmula 1, Ross Brawn se rendeu mais uma vez ao heptacampeão mundial. Ao analisar a atuação histórica do piloto de 36 anos, o diretor esportivo da categoria falou sobre a conexão do britânico com Senna e a torcida brasileira.

“A multidão em Interlagos foi sensacional. Lewis é um discípulo de Ayrton Senna e comoveu a torcida no Brasil. Eles fizeram dele um deles, um herói para torcer. Foi inspirador vê-los compartilhar essa paixão, e isso criou uma atmosfera incrível”, escreveu o dirigente. 

Com anos de experiência na F1, Brawn seguiu seu texto mencionando a dificuldade de superar a união entre Hamilton e Mercedes. 

“A Mercedes tinha um carro deslumbrante neste fim de semana. E quando você tem alguém do calibre de Lewis em um carro como esse, ele é imbatível. Já vi Lewis fazer isso diversas vezes. E sempre é impressionante”, destacou.

Mesmo com um dos melhores carros da etapa brasileira, no entanto, o heptacampeão precisou enfrentar mais do que os adversários dentro da pista. Além de punição de cinco posições no grid de largada da corrida principal por causa de uma alteração do motor, ele teve que iniciar a sprint qualifying da última colocação após ser desqualificado da classificação de sexta por uma irregularidade na asa traseira de sua Mercedes. Na oportunidade, ele ainda conseguiu cruzar a linha de chegada em quinto.

Com um total de 24 ultrapassagens de Hamilton no fim de semana, Brawn elogiou a maneira que o piloto transformou uma situação arrasadora em algo positivo. 

“Os pilotos são criados para lidar com esses desafios. Desde o início, eles entram em um carro sabendo como funciona. Conhecem as regras. Eles devem se acostumar com os contratempos. Eles podem transformar algo negativo em positivo, e Lewis fez exatamente isso”, encerrou.

Com promessa de muita emoção, os pilotos agora partem para o GP do Catar. A partir de sexta-feira, 19, o Bandsports transmite ao vivo as emoções dos treinos livres e classificatório no Circuito Internacional de Losail. A Band exibe a corrida, no domingo, 21. Arábia Saudita e Abu Dhabi completam o calendário da Fórmula 1.