Notícias

F1: “Max é merecedor do título mundial”, diz Christian Horner

Da Redação BandSports 19/12/2021 • 11:27 - Atualizado em 19/12/2021 • 14:12
Holandês conquistou dez vitórias e totalizou 18 pódios em 2021
Holandês conquistou dez vitórias e totalizou 18 pódios em 2021
Reprodução/Instagram Christian Horner

Christian Horner acredita que as polêmicas do GP de Abu Dhabi não tiram o merecimento do título mundial de Fórmula 1 de Max Verstappen, da Red Bull. Para o chefe da equipe austríaca, a “memória curta” faz com que as pessoas esqueçam dos feitos do holandês ao longo da temporada. Em 22 corridas, ele alcançou dez vitórias e totalizou 18 pódios

“As pessoas têm memória curta neste negócio. Até esquecemos o que aconteceu no início deste ano, já que a temporada teve tantas corridas. Max é absolutamente merecedor do título mundial, quando você olha para o campeonato como um todo. Claro, os acontecimentos de domingo têm atraído vários comentários, mas isso acontece”, disse Horner.

A quatro voltas do fim da prova no circuito de Yas Marina, Lewis Hamilton, da Mercedes, liderava a corrida com ampla vantagem quando Nicholas Latifi, da Williams, bateu, causando a entrada do safety car na pista.

Enquanto os destroços do carro do canadense eram retirados do traçado e alguns pilotos, incluindo Verstappen, optaram pela ida aos boxes para a troca de pneus, a direção de prova deu início à polêmica confusão. Em princícpio, foi divulgado que os retardatários não iriam ultrapassar o líder da prova para se realinharem na pista – o que seria favorável para o britânico, já que cinco carros ficariam entre ele e o rival holandês.  

Minutos depois, porém, a decisão foi alterada e somente os carros que estavam entre os dois concorrentes puderam ultrapassar Hamilton, que ficou na alça de mira do piloto da Red Bull. O safety car, que pela regra deveria deixar a pista na volta seguinte, saiu logo em seguida, pois não haveria outra volta, já que estavam entrando no último giro da prova. 

Com a relargada autorizada na volta final, o holandês então aproveitou os pneus mais novos e ultrapassou Hamilton para conquistar seu inédito título mundial da categoria. 

Diante do cenário, Horner reconheceu que Verstappen teve sorte com a entrada do safety car, mas optou por exaltar a estratégia da Red Bull e o trabalho de seu piloto. 

“Acho que tivemos muito azar durante o ano. Tivemos sorte com o safety car, mas fizemos a estratégia certa. Vencemos a corrida com grande estratégia, trabalho em equipe e uma grande execução de Max”, afirmou.

Polêmicas à parte, o chefe da Red Bull sabe que o nome de Verstappen está marcado na história do automobilismo.

“Max é um campeão muito merecido. Estamos orgulhosos disso. E os livros sempre mostrarão que ele é o campeão mundial de 2021”, encerrou.

Mesmo com a Mercedes retirando o protesto que havia feito inicialmente contra o resultado da prova,  a FIA divulgou que vai analisar os incidentes do último domingo, 12, para evitar que novas polêmicas como esta se repitam.