Notícias

F1: Ricciardo revela por que tem dificuldades para se adaptar ao carro da McLaren

Da Redação Bandsports 13/07/2021 • 13:16
Australiano tem sofrido para obter bons resultados em 2021
Australiano tem sofrido para obter bons resultados em 2021
Instagram/McLaren

Daniel Ricciardo chegou à McLaren no início deste ano com a fama de um piloto que nunca levou muito tempo para se adaptar aos novos carros. Em sua quarta equipe do grid, esta é a primeira vez que o australiano enfrenta grandes dificuldades, chegando ao ponto de levar uma volta de seu companheiro de equipe, Lando Norris, no Grande Prêmio de Mônaco.

Em nove corridas disputadas até então, o experiente piloto de 32 anos terminou na frente do jovem Norris, de 21 anos, apenas no GP da Espanha, quando chegou em sexto e o inglês foi nono.

Ricciardo explicou que as mudanças de dirigibilidade foram muito grandes, algo que ele nunca presenciou na Fórmula 1. Questões simples como o pisar no acelerador dificultam sua adaptação à escuderia de Woking.

“O carro da Renault tinha um pouco menos de aderência que o da Red Bull, mas comparando com a troca entre Renault e o McLaren, as diferenças no carro são maiores. A McLaren tem seus pontos fortes e fracos. Mas de alguma forma meu estilo de direção natural não parece harmonizar com o carro”, disse o australiano.

"A maneira como eu faço as curvas, com os freios ou como piso no acelerador. O carro não reage como estou acostumado. É por isso que minha mudança para a McLaren é um pouco mais desafiadora do que a Renault”, acrescentou.

Apesar das dificuldades, o australiano segue trabalhando para retomar os momentos de glória que o consagraram na categoria. “Em um primeiro momento, procurei perceber por que o meu estilo de condução não funcionava em todas as curvas. Na sequência, tentei adquirir novas técnicas.”

“Este processo é complicado pelo fato de haver curvas onde posso seguir os meus instintos como de costume, e outras, tenho que pensar com antecedência sobre como devo conduzir para tirar o máximo partindo dos pontos fortes da McLaren”, explicou.

Em busca de retomar a boa forma, o piloto australiano volta à pista neste final de semana para a disputa do Grande Prêmio da Inglaterra entre os dias 16 e 18 de junho. Os treinos livres, classificatório e a sprint race terão cobertura do Bandsports, enquanto a corrida será transmitida pela Band.