Notícias

Hamilton desabafa e nega "fúria" com a Mercedes após escolha de estratégia na Turquia

Da Redação BandSports 11/10/2021 • 10:16 - Atualizado em 11/10/2021 • 11:04
"Não é verdade que estou furioso com minha equipe", escreveu o piloto
"Não é verdade que estou furioso com minha equipe", escreveu o piloto
Reprodução/Instagram Mercedes

Lewis Hamilton usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira, 11, para garantir que não existe um mal-estar entre ele e a Mercedes após desentendimento na escolha de sua estratégia de pit stop no GP da Turquia de Fórmula 1.

Em entrevista concedida ao término da corrida disputada no circuito de Istambul Park, o piloto britânico contou que queria ter terminado a prova sem realizar a troca dos pneus de seu carro, no entanto, foi convencido pela equipe a fazer a mudança na 51ª volta e caiu da terceira para a quinta colocação, local que não saiu até receber a bandeira quadriculada. 

"Vi algumas coisas exageradas na imprensa nesta manhã do incidente na corrida de ontem, sobre a decisão de quando parar. Não é verdade que estou furioso com minha equipe", escreveu o piloto.

"Como equipe, trabalhamos duro para construir a melhor estratégia possível, mas com a corrida acontecendo, é preciso tomar decisões rápidas, já que existem fatores mudando constantemente", seguiu.

Com a pista molhada na cidade de Istambul, alguns pilotos tentaram ousar na estratégia. Enquanto Sebastian Vettel, da Aston Martin, arriscou colocar pneus slicks no traçado úmido, Esteban Ocon, da Alpine, completou as 58 voltas com o mesmo conjunto de intermediários que começou a prova, aposta esta que Hamilton também queria fazer na esperança de uma melhora na condição do circuito. 

"Ontem, aceitamos o risco de seguir na pista com a esperança de que ela secaria, o que não aconteceu. Eu queria arriscar e tentar ir até o fim, mas foi minha decisão de ficar na pista, e não funcionou. No final, paramos e foi o mais seguro a ser feito", contou.

Ainda em seu comunicado, o britânico explicou sobre a dificuldade de manter a calma no rádio quando está tomado pela adrenalina da corrida e destacou a importância do momento para o crescimento da equipe.

"Não esperem que eu seja educado e calmo no rádio quando estou correndo. Todos somos muito impetuosos e, no calor do momento, esse ímpeto pode acabar saindo, como acontece com todos os pilotos", afirmou, antes de concluir: "Hoje é outro dia e crescemos como equipe”.

Na vice-liderança do mundial de pilotos com 256,5 pontos, seis a menos que Max Verstappen, da Red Bull, que tem 262,5, Hamilton volta à pista no GP dos Estados Unidos, entre os dias 22 e 24 de outubro. O Bandsports exibe ao vivo os treinos livres e classificatório da etapa norte-americana. A Band mostra a corrida.

  • hamilton
  • mercedes
  • fórmula 1
  • f1
  • esportes
  • app
  • automobilismo