Notícias

Hamilton diz que ainda tem medo da covid-19 e lamenta relaxamento de atletas

Da Redação Bandsports 28/11/2021 • 22:07 - Atualizado em 29/11/2021 • 11:24
"Sempre prendo a respiração quando as pessoas estão ao meu redor", disse o inglês
"Sempre prendo a respiração quando as pessoas estão ao meu redor", disse o inglês
Reprodução/F1.com

Infectado com a covid-19 no ano passado, Lewis Hamilton sentiu de perto os efeitos da doença e chegou a ficar fora do Grande Prêmio de Sakhir de Fórmula 1. Quase um ano após se recuperar da doença, o piloto da Mercedes revelou que ainda sente medo de voltar a testar positivo e lamentou a postura de relaxamento de alguns atletas em relação ao vírus.

“Você vive em constante medo. Para as pessoas ao meu redor não é grande coisa perder um dia de trabalho, mas para nós, como pilotos, pode ser crucial. Se você perder uma ou duas corridas, o ano acabou”, disse Hamilton, que enfrenta uma batalha acirrada contra Max Verstappen, da Red Bull, pelo título da F1 este ano.

"Eu também vi outros atletas que estão muito relaxados e não se importam. Se eles pegarem, eles vão entender. É muito estranho e difícil ver isso", acrescentou.

Na última semana, o Bayern de Munique cortou uma parte do salário de cinco atletas que se recusaram a tomar a vacina: Joshua Kimmich, Serge Gnabry, Jamal Musiala, Eric Maxim Choupo-Moting e Michael Cuisance. Já no tênis, o líder do ranking, Novak Djokovic, sempre se posicionou contrário à vacina e ainda não revelou se foi ou não imunizado.

Hamilton destacou ainda que está mais difícil lidar com as restrições da pandemia neste ano em relação a 2020 e revelou como tem se cuidado.

“No ano passado, a temporada foi mais compacta. O período difícil durou apenas seis meses. Agora estamos há quase um ano inteiro. As regras foram relaxadas um pouco em algumas áreas. É fácil ser descuidado e entrar em problemas. Portanto, você sempre deve ter isso em mente. Eu mantenho distância de todos e sempre prendo a respiração quando as pessoas estão ao meu redor”, finalizou o heptacampeão.