Notícias

Hamilton diz que resultado do GP de Abu Dhabi foi manipulado

Da Redação Bandsports 13/12/2021 • 12:43 - Atualizado em 21/01/2022 • 14:38
Mensagem de rádio de Hamilton foi transmitida apenas pelo serviço de streaming da F1
Mensagem de rádio de Hamilton foi transmitida apenas pelo serviço de streaming da F1
Reprodução/F1.com

Vice-campeão da temporada mais eletrizante da Fórmula 1 nos últimos anos, Lewis Hamilton optou pelo silêncio em relação à polêmica envolvendo a direção de prova e suas decisões sobre o safety car nas voltas finais do GP de Abu Dhabi, que acabou com a vitória e o título mundial para Max Verstappen, da Red Bull. 

Acostumado a ir às suas redes sociais para comentar e mandar mensagens a cada etapa do mundial, o piloto da Mercedes também preferiu não fazer nenhuma publicação até o momento. No entanto, uma comunicação pelo rádio da equipe, que não havia sido divulgada, evidencia o que o heptacampeão pensa do que aconteceu no circuito de Yas Marina, no domingo, 12.

No áudio – que não foi exibido na transmissão mundial, apenas no serviço de streaming da F1 –, Hamilton diz que o resultado foi manipulado, após ser ultrapassado por Verstappen na última volta. 

“Isso foi manipulado, cara”, disse o britânico para seu engenheiro, Peter Bonnigton, o Bono.

A Mercedes chegou a apresentar dois recursos junto à Federação Internacional de Automobilismo (FIA), mas ambos foram negados. A escuderia alemã ainda não decidiu se realmente vai apelar à Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Hamilton chegou a parabenizar Verstappen na entrevista para a F1, conduzida por Jenson Button, logo após a prova, mas não participou da coletiva de imprensa. Na quinta-feira, 16, ele é esperado na Cerimônia de Premiação da FIA, em Paris.

Relembre o que aconteceu
Desde a largada, quando ultrapassou o pole Verstappen, Hamilton dominou a corrida. A quatro voltas do fim, no entanto, Nicholas Latifi, da Williams, bateu forte e o safety car entrou em ação. Verstappen foi para os boxes e colocou pneus macios, enquanto Hamilton seguiu na pista com os compostos duros extremamente desgastados. 

Quando voltou à pista, o holandês tinha alguns retardatários entre ele e Hamilton. Aí começou a confusão. Em sua primeira orientação, a direção de prova informou que os retardatários não iriam ultrapassar o líder da prova para se realinhar no traçado de Yas Marina, o que garantiria a vitória do inglês. Porém, minutos depois a decisão foi alterada e somente os carros que estavam entre os dois rivais puderam ultrapassar Lewis, que ficou na alça de mira do piloto da Red Bull. O safety car, que pela regra deveria deixar a pista na volta seguinte, saiu logo em seguida, pois não haveria outra volta, já que estavam entrando no último giro da prova.

Na relargada já na volta final, Hamilton não conseguiu segurar a pressão e viu o sonhado oitavo título escapar ao ser ultrapassado por Verstappen, que tinha pneus mais novos.