Notícias

Hamilton é vítima de ofensas racistas nas redes sociais

Da Redação Bandsports 19/07/2021 • 14:19 - Atualizado em 19/07/2021 • 15:06
Hamilton é um dos maiores defensores da luta contra o racismo dentro e fora da F1
Hamilton é um dos maiores defensores da luta contra o racismo dentro e fora da F1
Reprodução/Instagram Mercedes F1 Team

Após vencer o Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1 pela oitava vez, neste domingo, 18, Lewis Hamilton foi alvo de ofensas racistas nas redes sociais.

Os insultos começaram logo após o piloto da Mercedes se envolver em um acidente com Max Verstappen na primeira volta da corrida, que resultou em uma forte batida e o consequente abandono de seu concorrente direto pelo título do mundial de pilotos. Os ataques continuaram ao longo do dia.  

Em nota divulgada em conjunto, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a F1 e a Mercedes repudiaram os comentários racistas contra o heptacampeão.

A Fórmula 1, a FIA e a Mercedes-AMG Petronas F1 Team condenam este comportamento da maneira mais veemente possível. Essas pessoas não têm lugar em nosso esporte, e pedimos que os responsáveis ??sejam responsabilizados por suas ações”, afirmaram.

“Todos estão trabalhando para construir um esporte mais diversificado e inclusivo, e tais casos de abuso online devem ser identificados e eliminados”, acrescentaram.

Após declarações fortes durante a corrida por causa do choque entre os pilotos e mesmo sendo concorrente da Mercedes na briga pelo mundial de construtores, a Red Bull ressaltou que nada justifica os ataques dirigidos a Hamilton.

“Embora sejamos rivais ferozes na pista, estamos todos unidos contra o racismo. Condenamos qualquer tipo de abuso racista contra nossa equipe, nossos concorrentes e nossos fãs”, destacou a RBR em nota.

“Como escuderia, estamos enojados e tristes por testemunhar o abuso racista que Lewis sofreu ontem nas redes sociais após a colisão com Max. Nunca há desculpa e certamente não há lugar para isso em nosso esporte. Que os responsáveis ??sejam punidos”, continuou.

Hamilton é um dos maiores defensores da luta contra o racismo dentro e fora do automobilismo. No ano passado, o heptacampeão foi um dos grandes apoiadores do movimento Black Lives Matter.

Na semana passada, o heptacampeão havia se manifestado em defesa dos jogadores ingleses que também sofreram com ataques racistas após perderem suas cobranças de pênalti na final da Eurocopa contra a Itália. Na ocasião, Lewis destacou que “o comportamento nojento de poucos mostra quanto trabalho ainda precisa ser feito”.

  • Fórmula 1
  • F1
  • Hamilton
  • Mercedes
  • Automobilismo
  • app