Notícias

Hamilton nega revanche, mas promete: “Serei um piloto mais agressivo este ano"

Da Redação Bandsports 18/03/2022 • 09:45 - Atualizado em 18/03/2022 • 15:51
Inglês disse que espera elevar seu nível em 2022
Inglês disse que espera elevar seu nível em 2022
Divulgação/Site F1.com

A temporada 2022 da Fórmula 1 começou oficialmente nesta sexta-feira, 18, mas o assunto continua sendo o polêmico desfecho do ano passado. Na entrevista coletiva para o GP do Bahrein, Lewis Hamilton voltou a falar sobre o assunto e negou o sentimento de revanche contra Max Verstappen após a perda do título na última volta do GP de Abu Dhabi.

“Não é assim que estou entrando nesta temporada. Estou apenas entrando na temporada tentando ser o melhor que posso e, de alguma forma, elevar o meu nível”, afirmou o piloto da Mercedes. “Serei um piloto mais agressivo este ano. Vocês vão ver”, prometeu.

O heptacampeão também revelou que teve uma reunião com o novo presidente da FIA e destacou que está ansioso para ver o relatório com o resultado da investigação sobre o GP de Abu Dhabi.

"Penso que é importante para o esporte que sejamos transparentes. Tive uma boa reunião com Mohammed (Ben Sulayem, presidente da FIA) na última noite e ele concordou que essa é a direção que temos que tomar como esporte", disse.

"Estou ansioso para ver o relatório ser divulgado e para que as pessoas saibam que esse esporte é transparente, que estamos aprendendo com o passado e que vamos fazer melhorias daqui para frente", completou Lewis.

Outro assunto abordado na coletiva foi a volta dos casos de covid-19 à Fórmula 1 após Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel testarem positivo. Hamilton lembrou do período em que contraiu a doença e reforçou a importância de seguir usando máscara.

“Não havia como eu correr quando tinha. Eu estava muito doente. Quando voltei mal consegui terminar a corrida. Vou mandar mensagem para o Seb porque é triste não vê-lo aqui. Acho importante enviarmos uma mensagem e continuarmos usando nossas máscaras", concluiu.