Notícias

Horner questiona críticas da Mercedes e afirma que punir Verstappen seria “injusto”

Da Redação BandSports 15/11/2021 • 12:47 - Atualizado em 15/11/2021 • 12:59
Chefe da Red Bull destacou a superioridade da Mercedes no GP de São Paulo
Chefe da Red Bull destacou a superioridade da Mercedes no GP de São Paulo
Reprodução/ Instagram Christian Horner

A disputa entre Lewis Hamilton e Max Verstappen no Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1 segue dando o que falar. Depois de Toto Wolff, chefe da Mercedes, criticar a direção de prova por não punir o holandês, foi a vez de Christian Horner, comandante da Red Bull, questionar as reclamações de sua principal concorrente ao título do mundial de construtores, alegando que não houve contato entre os dois pilotos. 

Após largar da décima colocação e escalar o pelotão, o heptacampeão mundial alcançou Verstappen, que liderava a prova, e tentou uma ultrapassagem na descida do lago, na volta 48. O piloto da RBR “espalhou” um pouco o carro e os dois acabaram saindo da pista, mas mantiveram as posições naquele momento. 

“Quer dizer, não há vantagem ganha, não há contato feito, então ... Eu acho que é difícil se meter na competição entre os dois. E, sim, acho que os diretores de prova realmente tomaram a decisão certa sobre isso. Já falamos sobre a mentalidade de 'deixe-os correr' muitas e muitas vezes. Acho que eles tomaram a decisão certa hoje”, disse o chefe da Red Bull. 

Ciente de que a luta dos dois candidatos ao título pode decidir não somente o mundial de pilotos, mas também o de construtores, Horner afirmou que também alertaria a direção caso tivesse acontecido o oposto durante a manobra, mas que não esperaria ter sucesso em obter uma punição para seu concorrente. 

“Quero dizer, são dois caras correndo muito. Lewis deu uma volta pelo lado de fora, Max foi fundo, os dois se perderam. Teria sido muito injusto punir por isso. Se fosse o contrário, eu teria dito ao meu diretor esportivo para reclamar, mas não esperaria receber nada disso”, destacou ele. 

“Você quer ver os caras indo duro nisso. Você sabe que Max vai correr muito, com Lewis é exatamente o mesmo. São dois caras lutando por um campeonato mundial, então, vai ser uma corrida difícil. Acho que foi justo, não houve contato e eles voltaram e recomeçaram algumas voltas depois”, acrescentou. 

Apesar de todo seu esforço, o holandês não conseguiu segurar Hamilton, que ultrapassou o rival dez voltas depois. Mesmo assim, Horner elogiou o desempenho de Verstappen, salientando a superioridade da Mercedes ao longo do fim de semana

“Bem, realmente depende do tipo de circuito, porque vimos hoje que o carro [da Mercedes] estava imparável. Eu disse que Max fez um ótimo trabalho, pois ele conseguiu manter o Lewis atrás com a velocidade que ele tinha durante 75% da corrida. E vamos lutar, vamos dar tudo o que temos, porque trabalhamos muito para estar nesta posição.” 

“A Mercedes nunca esteve nesta posição [em 2021]. Eles ganharam e dominaram. Tudo já foi feito agora. Estamos lutando o máximo que podemos e faremos tudo que estiver ao nosso alcance até a bandeira quadriculada em Abu Dhabi”, concluiu Horner, se referindo à última etapa da temporada. 

A Fórmula 1 volta à ação já neste fim de semana, prometendo mais emoções para o Grande Prêmio do Catar, que fará sua estreia na categoria entre os dias 19 e 21. Os treinos livres e classificatório terão cobertura completa do Bandsports, enquanto a corrida será transmitida pela Band.