Notícias

Leclerc: “Ficaria feliz em desistir do terceiro lugar em 2021 para lutar pelo primeiro em 2022”

Da Redação BandSports 16/07/2021 • 07:31 - Atualizado em 16/07/2021 • 09:32
Monegasco sonha alto para a próxima temporada da Fórmula 1
Monegasco sonha alto para a próxima temporada da Fórmula 1
Reprodução/Instagram F1

A disputa pelo terceiro lugar do mundial de construtores não está satisfazendo o ambicioso Charles Leclerc. Antes de entrar em ação para o GP da Grã-Bretanha de F1, o piloto da Ferrari analisou o desempenho do SF21 na temporada e afirmou que ficaria feliz que a escuderia de Maranello focasse por completo no carro de 2022.  

“Se você colocasse o contrato na minha frente, dizendo que sacrificaríamos 2021 para um 2022 competitivo, eu ficaria feliz em assiná-lo. Mas ninguém tem essa garantia, infelizmente. Então, ficaria feliz em desistir do terceiro lugar nos construtores em 2021 para lutar pelo primeiro em 2022”, falou o monegasco de 23 anos ao podcast Beyond the Grid. 

Após quase 12 anos de hegemonia de Mercedes e Red Bull tanto no mundial de pilotos quanto de construtores, a principal categoria do automobilismo está entrando em um período de mudanças significativas em seu regulamento. Na quinta-feira, 15, a F1 apresentou oficialmente o carro que será usado nas próximas temporadas

“[Estou pressionando a equipe] mais para focar em 2022. Acho que está claro para todos. 2022 será uma grande oportunidade. Esses carros novos vão ficar muitos anos depois disso”, continuou. 

Com sua última conquista no mundial de construtores em 2008, a Ferrari vem passando por anos atípicos para sua fama. Na temporada passada, inclusive, ela terminou o ano na sexta posição da tabela de equipes e viveu seu pior momento dos últimos 40 anos. 

Agora, com a dupla formada por Leclerc e Carlos Sainz, a evolução já fica nítida para os torcedores. Depois de nove etapas disputadas, os italianos ocupam a quarta colocação da classificação de construtores com 122 pontos, 19 a menos que a McLaren. 

“Este ano, ok, ainda estamos lutando com a McLaren pelo terceiro lugar nos construtores, mas no final, sabemos que nosso objetivo é lutar pela primeira posição muito em breve, e isso será em 2022, não neste ano”, destacou Leclerc. 

Junto à melhora de desempenho da Ferrari no ano, o monegasco ainda sofre com a adaptação em alguns circuitos do calendário. Enquanto conquistou a pole position em Mônacoapesar do feito, ele não conseguiu largar na corrida por problemas na caixa de câmbio do carroe Azerbaijão, duas provas de rua, logo na sequência ele teve que se contentar apenas com a 16ª posição na França e sofreu nas sessões classificatórias da Áustria e Estíria. 

“É frustrante, porque cada corrida vai para um lado. Você nunca consegue o melhor dos dois mundos. Mas isso faz parte da vida, eu acho. Vamos tentar encontrar o equilíbrio ideal”, encerrou. 

O fim de semana do GP da Grã-Bretanha começa nesta sexta-feira, a partir das 10h20 (horário de Brasília). Os treinos livres e classificatório, além da sprint qualifying, terão cobertura do Bandsports; a Band transmite a corrida no domingo.

  • fórmula 1
  • f1
  • app
  • ferrari
  • automobilismo
  • leclerc