Notícias

Medina revela inspiração em Senna e Pelé para conquistar o tricampeonato mundial

Da Redação BandSports, com BandNews FM 16/09/2021 • 09:00 - Atualizado em 16/09/2021 • 09:21
Brasileiro destacou que o tricampeonato marcou o momento mais especial de sua carreira
Brasileiro destacou que o tricampeonato marcou o momento mais especial de sua carreira
Reprodução/Instagram Gabriel Medina

Quando venceu o compatriota Filipe Toledo no WSL Finals e conquistou seu terceiro título mundial, Gabriel Medina, de 27 anos, viveu o momento mais especial de sua brilhante carreira no surfe.

Em entrevista ao repórter Mauricio Ferreira, da BandNews FM, o brasileiro falou sobre a realização do sonho de ser tricampeão e se igualar a lendas do esporte que sempre serviram de inspiração.

“Esse último foi o meu sonho máximo, algo que era além dos meus sonhos, talvez intocável. Pessoas que eu admiro como o Ayrton Senna, o Pelé, Mick Fanning, são esses caras que têm esse número de três vezes campeão mundial. Por isso que eu sempre tive isso de exemplo e quis muito, eu sonhei com esse momento”, afirmou o tricampeão mundial da Liga Mundial de Surfe.

Sobre a decisão do WSL Finals contra Filipinho, Medina disse que já esperava enfrentá-lo na disputa pelo troféu.

“Na verdade, eu tinha o sentimento que seríamos nós dois na final. Então, sabia que seria uma bateria difícil. Foquei em mim, eu tinha minha estratégia. Segui meu instinto, até na escolha de manobras. Acabei fazendo um backflip, fui para os aéreos, foram manobras que eu estava fazendo nos treinos e isso me deu muita confiança.”

Com o terceiro título mundial, Gabriel Medina se igualou a Tom Curren, Andy Irons e Mick Fanning, ficando atrás apenas de Mark Richards, com cinco troféus, e Kelly Slater, 11 vezes campeão.

Durante as sete etapas da temporada regular, o brasileiro chegou em cinco finais e venceu duas.

Gabriel falou sobre o equilíbrio mental durante um ano em que, deixou de viajar ao lado do padrasto, passou por momentos conturbados na Olimpíada de Tóquio, além de ter recebido críticas por não ter se vacinado contra a Covid-19.

“Foi um ano de muitos desafios. Muitos testes, é difícil se equilibrar mentalmente, fisicamente, vivendo tudo que eu vivi. A minha válvula de escape foi concentrar no que eu amo. Estar surfando, fazendo o meu melhor e me dedicar a isso. Problemas, todo mundo tem problemas. Sou ser humano, sou igual a você, eu tenho sentimento. Mas o que importa no dia a dia é você praticar o bem.”, completou.

  • gabriel medina
  • surfe
  • wsl
  • app
  • esportes