Notícias

Murray se diz "arrasado" por perder Australian Open devido à covid-19

Da Redação BandSports, com Agência Brasil 23/01/2021 • 13:49 - Atualizado em 23/01/2021 • 14:03
Infectado, o ex-número 1 do mundo não viajou para o torneio
Infectado, o ex-número 1 do mundo não viajou para o torneio
Instagram/Andy Murray

Ex-tenista número 1 do mundo, Andy Murray disse que está "arrasado" por ter decidido desistir do Aberto da Austrália devido a um diagnóstico de covid-19 no início deste mês. Murray, que está com 33 anos e dependeria de um convite para jogar, confirmou que teve um resultado positivo do vírus e que está isolado em sua casa nos arredores de Londres.

Isso o impediu de embarcar em um dos voos fretados disponibilizados pelos organizadores do Aberto da Austrália, o que o obrigaria a correr para chegar a tempo de cumprir uma quarentena de 14 dias determinada pelos protocolos de saúde.

"Arrasado de compartilhar que não voarei para a Austrália para competir no Aberto da Austrália", disse Murray, segundo citação da mídia britânica. "Mantivemos um diálogo constante para tentar encontrar uma solução que permitiria algum tipo de quarentena viável, mas não conseguimos fazer dar certo."

Ainda que Murray conseguisse chegar a tempo, teria que participar do evento com um tempo de treino mínimo.

"Quero agradecer a todos por seus esforços. Estou devastado por não poder jogar na Austrália. É um país e um torneio que amo", acrescentou o britânico.

Trata-se de mais um revés para o cinco vezes vice-campeão do Aberto da Austrália, que o disputou pela última vez em 2019.

  • murray
  • tênis
  • aberto da austrália
  • esportes
  • app