Notícias

Na estreia do futebol masculino em Tóquio, Brasil revive rivalidade com Alemanha

Da Redação BandSports 21/07/2021 • 15:00
Seleção entra em campo nesta quinta-feira, às 8h30
Seleção entra em campo nesta quinta-feira, às 8h30
Reprodução/Instagram CBF

Em pleno estádio do Maracanã, há cinco anos, a seleção brasileira masculina de futebol alcançou o único objetivo que lhe faltava e conquistou o tão sonhado ouro olímpico. Nesta quinta-feira, às 8h30 (horário de Brasília), com transmissão do Bandsports, o time canarinho reencontra a adversária daquele dia, a Alemanha, em sua estreia na Tóquio-2020, no estádio Internacional de Yokohama.

Além da final olímpica no Rio de Janeiro, as duas seleções já fizeram história em outras oportunidades. Em 2002, os brasileiros derrotaram a equipe bávara por 2 a 0 na final da Copa do Mundo, em partida disputada no mesmo palco de amanhã.

Pouco mais de 12 anos depois do triunfo, a história se inverteu e foi a vez do Brasil cair em lagrimas. Na semifinal do Mundial de 2014, os alemães aplicaram o inesquecível 7 a 1, e saíram vitoriosos do estádio do Mineirão. 

“Alemanha e Brasil é realmente um grande clássico mundial, uma partida que tem uma história maravilhosa e é uma honra para nós fazer parte dela. São duas equipes que se respeitam muito e vão se alternar na dominância. Acredito em um jogo duro, difícil, decidido no detalhe pela equipe mais concentrada. Ficamos honrados em poder coroar a abertura dos Jogos Olímpicos com um jogo dessa magnitude. Amanhã vai ser um dia de, além de desfrutar do jogo, poder escrever mais uma página na história desse confronto. E que seja uma página brasileira”, afirmou o técnico André Jardine. 

Com jogos realizados longe da capital nipônica, o Brasil está no grupo D da competição. Além das velhas rivais, o grupo ainda conta com Costa do Marfim e Arábia Saudita. 

Na história do evento, o Brasil é o país que mais figurou no pódio do futebol e o que mais venceu partidas. Com 34 vitórias em 13 participações, o país soma um ouro, três pratas e dois bronzes.  

A convocação feita pelo técnico Jardine conta com 10 nomes que atuam no futebol brasileiro e 12 no exterior. Por conta do adiamento dos Jogos no ano passado, esta edição do torneio acontece com jogadores sub-24 e não sub-23, além, é claro, de três atletas acima da faixa etária permitida. 

Veja os nomes que estarão em busca do ouro:

GOLEIROS: Santos (Athletico-PR), Brenno (Grêmio) e Lucão (Vasco)

LATERAIS: Daniel Alves (São Paulo), Gabriel Menino (Palmeiras), Guilherme Arana (Atlético-MG) e Abner (Athletico)

ZAGUEIROS: Nino (Fluminense), Diego Costa (Sevilla), Bruno Fuchs (CSKA) e Ricardo Graça (Vasco)

MEIAS: Douglas Luiz (Aston Villa), Bruno Guimarães (Lyon), Malcon (Zenit), Claudinho (Red Bull Bragantino), Matheus Henrique (Grêmio) e Reinier (Borussia Dortmund)

ATACANTES: Matheus Cunha (Hertha Berlim), Martinelli (Arsenal), Antony (Ajax), Paulinho (Bayer Leverkusen) e Richarlison (Everton).

  • brasil
  • Alemanha
  • olimpíada
  • jogos olímpicos
  • app
  • futebol
  • tokyo