Notícias

Norris admite evolução da Ferrari, mas garante que McLaren vai “lutar até o fim” no mundial de F1

Da Redação BandSports 23/10/2021 • 05:15 - Atualizado em 23/10/2021 • 14:57
Britânico analisou a luta pela terceira colocação do mundial de construtores
Britânico analisou a luta pela terceira colocação do mundial de construtores
Reprodução/Twitter Lando Norris

Além da batalha entre Max Verstappen, da Red Bull, e Lewis Hamilton, da Mercedes, os fãs da Fórmula 1 estão acompanhando de perto uma disputa intensa entre McLaren e Ferrari pelo terceiro lugar do campeonato mundial de construtores. Após 16 etapas disputadas no ano, a equipe britânica soma 240 pontos e possui 7,5 de vantagem para a rival de Maranello, que tem 232,5.

Representante da escuderia de Woking ao lado de Daniel Ricciardo, Lando Norris destacou o equilíbrio entre as duas escuderias, mas reconheceu a evolução dos carros de Charles Leclerc e Carlos Sainz, ambos da Ferrari, na reta final do campeonato. Quarto colocado na classificação de pilotos com 145 pontos, o britânico de 21 anos já subiu ao pódio quatro vezes na temporada e, por pouco, não venceu o GP da Rússia

“Em algumas corridas estivemos melhores, em outras eles foram melhores. Como tendência, eles estão em um momento mais forte, especialmente agora com sua nova unidade de potência. Definitivamente mudou o ritmo deles para um mais forte. Se olharmos para a Turquia, eles não estão apenas um ou dois décimos à frente, mas estão bastante à nossa frente”, admitiu o jovem piloto.

A melhora de desempenho da Ferrari aconteceu após a escuderia de Maranello estrear sua nova unidade de potência no GP da Rússia. Apesar de ainda não ter vencido no ano, enquanto a McLaren já triunfou com Ricciardo, a equipe italiana promete não facilitar as coisas para o time de Woking. 

Mesmo com a diferença entre as rivais ficando menor a cada etapa, Norris garantiu que a McLaren vai lutar até a última prova para não perder a terceira colocação do campeonato de construtores escapar.

“Eles definitivamente têm um carro muito competitivo, eles têm uma unidade de potência mais competitiva, que vai tornar nossa vida mais difícil. Mas o objetivo ainda é vencê-los, então vamos dar tudo para ficar à frente deles no campeonato. Mas vai ser bom. E vamos lutar muito até o fim", encerrou. 

Em uma etapa que promete adrenalina de sobra, os pilotos voltam à pista na tarde deste sábado, 23, às 14h50 (horário de Brasília), para o treino livre 3, e às 17h30, para a sessão classificatória. As atividades contam com cobertura completa do Bandsports. A Band exibe a corrida do GP dos Estados Unidos, no domingo, 24.