Notícias

Norris destaca superioridade da Ferrari após troca do motor: “Claramente mais rápidos”

Da Redação Bandsports 29/10/2021 • 06:56
“Eles definitivamente têm a vantagem no momento", disse o piloto inglês
“Eles definitivamente têm a vantagem no momento", disse o piloto inglês
Instagram/McLaren

Após conquistar a vitória e a segunda colocação em Monza, na Itália, algo que não ocorria desde 13 de junho de 2010, a McLaren viu a Ferrari, sua principal rival na luta pelo terceiro lugar no mundial de pilotos diminuir a vantagem que era de 13,5 pontos para apenas 3,5.

Grande parte desta mudança está associada a uma atualização na unidade de potência da equipe de Maranello, que chegou primeiro para Charles Leclerc, no Grande Prêmio da Rússia, e posteriormente a Carlos Sainz, na Turquia.

Com esta súbita mudança, a Ferrari conseguiu terminar, ao menos com um carro, sempre à frente de sua principal rival, o que na visão do piloto britânico Lando Norris, comprova a atual superioridade dos italianos.

"Acho que a Ferrari foi obviamente mais rápida do que nós. Talvez não pareça porque Carlos estava apenas preso atrás de Ricciardo, mas se Carlos estivesse à frente de Ricciardo, ele teria se afastado da mesma forma que Charles fez, então faltou ritmo durante todo o fim de semana em comparação com as Ferraris”, comentou Lando após o oitavo lugar no GP dos Estados Unidos.

“Eles definitivamente têm a vantagem no momento. Não mais rápidos em todos os lugares, mas apenas um carro que é mais consistente do que nós e mais dirigível”, acrescentou.

Apesar de admitir que a escuderia italiana está com um carro mais ajustado e sabendo que não haverá mais atualizações nesta temporada, o chefe da McLaren, Andreas Seidl, acredita que algumas pistas podem favorecer a equipe de Woking.

"É uma realidade que eles deram um grande passo em frente com seu pacote, também com a atualização que introduziram no lado da unidade de potência. E isso deu a eles uma boa vantagem, especialmente nessas duas últimas corridas em relação a nós, então este é o momento em que estamos”, disse Seidl.

"Mas, ao mesmo tempo, é simplesmente importante nos concentrarmos em nós mesmos; sabemos que não há mais atualizações chegando no lado do carro ou no lado da unidade de potência. Sabemos que há pistas a caminho que provavelmente irão influenciar um pouco mais os pontos fortes do nosso carro, mas também há pistas no final da temporada onde teremos dificuldades em comparação com a Ferrari”, continuou.

Com apenas 3,5 pontos de vantagem para a escuderia de Maranello a cinco corridas do fim da temporada, a McLaren retorna à pista no próximo final de semana para a disputa do GP do México, que ocorre entre os dias 5 e 7 de novembro. Os treinos livres e classificatório terão cobertura do Bandsports, enquanto a Band fará a transmissão da corrida, que começa às 16h.