Notícias

Norris revela ter enfrentado problemas com saúde mental em seu primeiro ano na F1

Da Redação BandSports 06/10/2021 • 09:55
Britânico superou momentos de dificuldade e virou presença constante na briga por pódios
Britânico superou momentos de dificuldade e virou presença constante na briga por pódios
Reprodução/Instagram Lando Norris

Aos 21 anos, Lando Norris virou presença constante no pelotão da frente das corridas e vive o melhor momento de sua ainda curta carreira na Fórmula 1. O piloto da McLaren, no entanto, passou por situações delicadas para se firmar no grid mais cobiçado do automobilismo.

Em entrevista ao programa britânico This Morning, na última segunda-feira, 4, ele revelou que chegou a ficar deprimido e duvidou do próprio potencial no começo de sua trajetória na categoria, quando tinha apenas 19 anos.

"Ao chegar na Fórmula 1 com 19 anos, há muitos olhos em cima de você. Então lidar com todas essas coisas acabou pesando para mim. Eu me sentia sem saber o que viria a seguir. ‘Se isso der errado, se eu não for bem na próxima sessão, o que aconteceria? Qual seria o final disso tudo? Eu vou estar na Fórmula 1 no próximo ano se não for bem? O que vou fazer, porque não há muitas coisas na vida que eu sou bom’", admitiu o britânico.

Quando chegou à F1, o jovem piloto encontrou uma McLaren que passava longe de seus dias de glória. Em 21 provas realizadas em 2019, ele teve seu melhor desempenho com a sexta colocação no GP do Bahrein. Ao todo, ele somou 49 pontos na temporada.

"Então, com tudo isso, eu me sentia deprimido por boa parte do tempo se eu tivesse um fim de semana ruim. Eu pensava que não era bom o suficiente e coisas do tipo. E quando você acrescenta a temporada, e o lado das mídias sociais, isso pode realmente começar a te machucar", continuou.

Para enfrentar a fase difícil, Norris explicou que teve o apoio de sua escuderia e da Mind, uma organização britânica voltada à saúde mental.  

"Fizemos uma parceria com a Mind, que me ajudou massivamente, e ajudou muitas outras pessoas na McLaren e o mundo no geral. Então falar com a McLaren, as pessoas ao meu redor, amigos que confio e a Mind, eu estou em um lugar muito melhor. Estou mais feliz e posso curtir tudo que faço", detalhou.

Agora vivendo um momento diferente de quando ingressou na McLaren, o britânico vê a equipe de Woking ocupando o terceiro lugar entre os construtores, atrás apenas de Red Bull e Mercedes. Apesar da expectativa por sua primeira vitória na categoria, ele prefere manter os pés no chão. Em 15 etapas no ano, ele tem quatro pódios e uma pole position.  

"Obviamente existe uma grande expectativa sobre nós no momento por causa de Monza, com a dobradinha, e na última prova eu fiz a pole e quase venci. Então as pessoas esperam coisas incríveis. Mas precisamos controlar isso porque ainda não estamos no mesmo nível de Mercedes e Red Bull, as duas equipes de ponta no momento. Temos muito trabalho pela frente, mas cada corrida é uma chance", encerrou. 

Na quarta colocação da classificação de pilotos com 139 pontos, Norris volta à ação entre os dias 8 e 10 de outubro, para as emoções do GP da Turquia. O Bandsports exibe ao vivo os treinos livres e classificatório da etapa disputada no Circuito de Istambul. A Band mostra a corrida.