Notícias

Kimi Raikkonen anuncia aposentadoria da Fórmula 1

Da Redação Bandsports 01/09/2021 • 14:22 - Atualizado em 01/09/2021 • 15:55
A partir da próxima temporada, Raikkonen não vai mais fazer parte do grid de largada
A partir da próxima temporada, Raikkonen não vai mais fazer parte do grid de largada
Instagram/Alfa Romeo

Campeão de Fórmula 1 em 2007 com a Ferrari, Kimi Raikkonen vai se aposentar da categoria a partir da próxima temporada. 

Piloto da Alfa Romeo, o finlandês fez o anúncio na tarde desta quarta-feira, 1º, em sua conta no Instagram. ”É isso. Esta será a minha última temporada na Fórmula 1. Foi uma decisão que tomei durante o inverno passado”, começou ele.

Conhecido como Homem de Gelo no circuito por ser de poucas palavras e por sua personalidade mais reservada, Kimi continuou o comunicado contando quando tomou a decisão e fazendo agradecimentos.

“Não foi uma decisão fácil, mas depois desta temporada é tempo de coisas novas. Embora a atual temporada ainda esteja em andamento, quero agradecer minha família, todas as equipes [pelas quais passei], todos os envolvidos em minha carreira e, especialmente, a todos vocês, grandes fãs, que torceram por mim durante todo esse tempo”, afirmou Raikkonen.

“A Fórmula 1 pode estar chegando ao fim para mim, mas ainda há muito mais na vida que eu quero experimentar e aproveitar. Vejo vocês por aí depois disso tudo”, finalizou o finlandês.

Trajetória
Aos 41 anos, Kimi é o piloto mais velho do grid da F1. Ele estreou na categoria em 2001, pela Sauber, no GP da Austrália. No ano seguinte, foi contratado pela poderosa McLaren, onde correu até 2006, substituindo seu compatriota Mika Hakkinen. Com a equipe de Woking, ele foi vice-campeão da temporada de 2003 e ficou a um ponto de impedir o hexacampeonato de Michael Schumacher, então da Ferrari. O segundo lugar no mundial de pilotos se repetiu em 2005, quando ficou atrás de Fernando Alonso. 

O título veio com a Ferrari, em 2007, quando saiu de uma terceira colocação no campeonato para superar Alonso e o estreante Lewis Hamilton, que formavam a então dupla da McLaren e travavam uma batalha interna. 

Ao final de 2009, Kimi se retirou pela primeira vez da Fórmula 1. Em 2010 ele disputou o Mundial de Rali e em 2011, parte da temporada da Nascar. 

O retorno à F1 aconteceu em 2012, com a Lotus. Além de boas performances, a parceria rendeu momentos cômicos inesquecíveis, como no GP de Abu Dhabi daquele ano. Após várias mensagens de seu engenheiro pelo rádio, Kimi respondeu “me deixe em paz, eu sei o que estou fazendo”. O momento de irritação virou notícia, e mostrando o seu bom humor peculiar, o piloto presenteou todos os integrantes da equipe com uma camiseta que estampava a famosa frase.

Em 2014, Raikkonen retomou sua parceria com a Ferrari, com quem ficou até o final da temporada de 2018, sendo substituído por Charles Leclerc no ano seguinte. Ele então retornou para a sua primeira equipe na F1 em 2019, a Sauber, que passou a se chamar Alfa Romeo e com quem ele encerra uma era na categoria.

  • kimi raikkonen
  • app
  • automobilismo
  • f1
  • fórmula 1
  • alfa romeo
  • mclaren