Notícias

Rebeca Andrade conquista o ouro no salto e volta a fazer história em Tóquio

Da Redação Bandsports 01/08/2021 • 06:45 - Atualizado em 01/08/2021 • 06:58
Ginasta brilhou com dois belos saltos e cravou o nome de vez na história do esporte
Ginasta brilhou com dois belos saltos e cravou o nome de vez na história do esporte
Jonne Roriz/COB

O esporte brasileiro tem uma nova campeã olímpica. Três dias depois de fazer história com a medalha de prata no individual geral, Rebeca Andrade voltou a brilhar ainda mais no Ariake Gymnastics Centre e conquistou o ouro no salto nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A paulista de Guarulhos crava de vez o nome na eternidade do esporte brasileiro como a primeira mulher campeã olímpica na ginástica artística e coroa uma trajetória de superação após uma série de lesões no joelho. Foram três cirurgias nos últimos quatro anos.

Rebeca foi a terceira ao saltar na final e teve como média 15.083, com 15.166 na primeira nota e 15.000 na segunda apresentação. Mesmo com pequenas falhas na aterrisagem, ela assumiu a liderança e não foi ultrapassada pelas concorrentes até o fim, tornando-se a primeira brasileira a ganhar duas medalhas em uma mesma edição de Jogos Olímpicos.

A prata ficou com Mykayla Skinner, dos Estados Unidos, com 14.916, e o bronze foi para Seojeong Yeo, da Coreia do Sul, que teve média de 14.733. Grande favorita ao ouro, a norte-americana Simone Biles abriu mão da disputa para cuidar da saúde mental.

A participação inesquecível no Japão ainda pode ser finalizada com mais um pódio. Nesta segunda-feira, 2, Rebeca volta a competir na final do solo e é forte candidata a brigar por medalha. Biles também já anunciou que não competirá.

  • rebeca andrade
  • tóquio-2020
  • esportes
  • olimpíadas
  • ginástica
  • app